Psicomotricidade é uma ciência que estuda o ser humano de forma global. Para ela, aprendizado cognitivo, emoções e desenvolvimento motor estão interligados e devem ser trabalhado em conjunto. Assim, torna-se impossível separar a relação corpo e mente, pois um gera influências no outro. 

Os movimentos corporais, como correr, rir, aprender a andar ou a escrever são aspectos importantes do desenvolvimento do ser humano. Algumas dessas ações podem ocorrer de forma involuntária, enquanto outras são adquiridas com o tempo. E, observando isso, percebe-se uma ligação entre psicomotricidade e aprendizagem.

No artigo de hoje, vamos trazer informações detalhadas sobre como ocorre essa relação e qual a importância dela, especificamente, para as crianças. Então, se você trabalha na área educacional ou apenas quer entender mais sobre como e por que os movimentos ajudam na aprendizagem, continue com a leitura.

A relação entre psicomotricidade e aprendizagem

Indivíduos em qualquer etapa da vida utilizam o movimento para interagir com o mundo, e as crianças fazem isso de uma forma ainda mais intensa. Elas usam a linguagem corporal para explorar e também aprendem por meio do toque e da experiência.

Sendo assim, as ações físicas vão muito além apenas de comportamentos musculares. Elas estão intimamente relacionadas ao desenvolvimento cerebral. Por isso, exercícios físicos para crianças sempre devem ser estimulados na escola (aproveite e confira nosso artigo Exercícios físicos para crianças: 6 benefícios de aprendizagem).

Estudos feitos na área da educação mostram que ao desenvolver a psicomotricidade na infância, o indivíduo passa a:

  • ter mais controle sobre a coordenação motora e consegue desenvolver movimentos mais complexos, como aprender a andar de bicicleta;

  • trabalhar os músculos da mão, algo importante para aprender a escrever ou recortar, por exemplo;

  • ter noção de ritmo, conseguindo aprender passos de dança ou entender notas musicais;

  • diferenciar os movimentos realizados pelo lado esquerdo e direito do corpo;

  • entender o que é o presente e como as ações de agora afetam o meio externo, entre outras coisas.

Se você quiser entender de forma mais profunda o tema, pode dar uma olhada em nosso Curso Online Psicomotricidade na Educação Infantil. Lá você encontra videoaulas e materiais extras sobre o assunto.

Os tipos de psicomotricidade

Os tipos de psicomotricidade estão ligados aos objetivos das técnicas aplicadas. De forma geral, todos os exercícios de movimento corporal estão relacionados ao desenvolvimento da aprendizagem. Contudo, alguns deles terão como objetivo final o ensino, o processo de reeducação ou um tratamento terapêutico.

Desse modo, a psicomotricidade está dividida em:

  • educativa: trabalha a descoberta infantil por meio dos movimentos, envolvendo emoções, concentração e socialização;

  • reeducativa: é voltada para crianças com dificuldades de aprendizagem ou de movimentação. Aqui os exercícios servem para apresentar novas formas de ação;

  • terapêutica: é voltada para o público com necessidades especiais, seja pessoas com paralisia, autismo, síndrome de Down, entre outras.

Dentro da escola, o foco, quase sempre, será nas técnicas educativas. Para os dois últimos casos citados, vale a pena investir na terapia psicomotora. Ela é realizada por profissionais capacitados, como pedagogos, fisioterapeutas e psicólogos. É possível ser realizada em consultórios ou no ambiente escolar, tornando assim, a educação mais inclusiva.  

Para saber mais informações confira o nosso artigo Por que a terapia psicomotora é importante no desenvolvimento infantil.

A evolução do desenvolvimento psicomotor da criança

O desenvolvimento psicomotor da criança passa por uma série de etapas e os movimentos trabalhados em cada uma delas são essenciais para a formação do indivíduo. De forma resumida, esse processo pode ser dividido da seguinte forma:

  • aquisição da praxia fina: está relacionada com o controle dos movimentos das mãos, da face e visual. Importante para conseguir escrever, recortar, desenhar, amarrar o sapato etc.;

  • aquisição da praxia global: envolve a consciência corporal de forma geral, trabalhando habilidades como pular, correr, saltar, dançar e andar;

  • desenvolvimento da lateralidade: compreensão de que o corpo tem dois lados, entendimento do ambiente externo e noção de que cada membro tem sua própria força;

  • noção espacial-temporal: trabalha atividades para desenvolver a ideia de ritmo, de momento presente e passado, de direções e da individualização da criança em relação ao mundo externo.

Em cada um dos momentos citados, você pode trabalhar o movimento por meio de jogos de aprendizagem. Essa é uma ótima forma de levar o conhecimento para as crianças, mas enfatizando, antes de tudo, a diversão.

O desenvolvimento psicomotor também valoriza o que é conhecido como inteligência corporal cinestésica. Essa é uma das sete inteligências definidas pelo psicólogo Howard Gardner. Para entender mais sobre ela, acesse nosso artigo Inteligência corporal-cinestésica: por que desenvolvê-la na escola.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Tipos de atividades lúdicas para educação infantil

Como mencionamos no tópico anterior, uma das formas de aplicar a psicomotricidade é por meio de jogos. Sendo assim, agora vamos apresentar para você algumas atividades lúdicas para educação infantil que podem ser colocadas em prática hoje mesmo.

A seguir relacionamos cada atividade com o desenvolvimento psicomotor que ela trabalha:

  • praxia fina: fazer colagens, desenhar figuras geométricas na areia, fazer bolinhas de papel, equilibrar o ovo na colher;

  • praxia global: dar cambalhota, brincar de morto ou vivo, brincar de queimado, fazer mímica;

  • lateralidade: brincar de futebol de botão, de ciranda e fazer dobraduras;

  • noção espacial-temporal: andar em cima de cordas, brincar de cabra-cega e boliche, marcar ritmos com as mãos.

Se você quiser conhecer outras opções de brincadeiras, acesse nosso artigo Atividades psicomotoras: veja como utilizá-las na educação infantil.

Bem, agora você já sabe como a psicomotricidade é importante para o desenvolvimento global do indivíduo e a relação intensa que ela possui com a aprendizagem. Desse modo, vale a pena buscar cada vez mais conhecimentos sobre assunto para, assim, criar uma educação mais dinâmica e voltada para o crescimento da criança de forma integral.

Uma ótima forma de conseguir fazer isso é qualificando-se constantemente por meio de cursos online. Eles ofertam flexibilidade, já que você pode estudar em qualquer lugar e horário, e conteúdo atualizado.

Aqui no Educamundo, temos mais de 1.200 cursos online com certificado, que pode ser solicitado de forma opcional, em diversas áreas do conhecimento, incluindo educação. Além do programa de psicomotricidade, que comentamos no início do artigo, você também pode fazer os cursos Brincadeiras para Recreação Infantil, Atividades Lúdicas, Arte na Educação, entre outros.

Sendo assim, não perca tempo e faça já sua inscrição aqui na plataforma. Ao todo, já estudaram conosco mais de 200 mil alunos e você também pode garantir sua qualificação. Por apenas R$ 69,90, em taxa única, é possível ter acesso a todos os cursos do Pacote Master por um ano. Você não vai perder essa chance, certo?