O inbound marketing (propaganda quente) é uma nova forma de fazer publicidade e consiste em atrair o potencial cliente para o site/blog/loja através de informações relevantes, de forma sutil. Diferente de propagandas frias, o visitante/consumidor está em busca da informação e ele vem até a empresa, não ao contrário. Para o sucesso da utilização da estratégia é preciso trabalhar juntamente o funil de marketing e a jornada da compra do consumidor.

Um conteúdo atrativo é capaz de engajar muitas pessoas. Quem nunca se surpreendeu ao ler um texto ou ver um vídeo sobre algo que tinha dúvidas? Independente do objetivo, o encantamento com algo que supera nossas expectativas é inevitável. Essa tática chama tanta atenção que tem sido utilizada com muita frequência nos planos de marketing, por meio de várias ferramentas que podem levar a ótimos resultados. 

Você sabe o que é inbound marketing? Essa estratégia atrai cada vez mais empreendedores, justamente porque é focada nesses meios de atração e permissão que todos gostam. Criação de persona, conversão de leads e marketing de conteúdo estão entre os principais termos dessa tendência que já é tema de uma diversidade de cursos online.

O Curso Online Inbound Marketing, do Educamundo, é uma dessas opções essenciais para o aprendizado de iniciantes e conhecedores da área, na capacitação, aperfeiçoamento e atualização dos interessados.

Estratégia de conteúdo é um planejamento de criação, promoção e mensuração do conteúdo que deverá atrair acessos a um site ou blog e estabelecer interações com os usuários.

Além desse curso online, o portal conta com centenas de alternativas para o aprimoramento de qualidade. Por isso, com base nesses cursos a distância, vamos tratar de algumas características do inbound e mostrar mais sobre a grade dos nossos materiais. Leia atentamente e conte pra gente o que achou das informações.

O que é inbound marketing?

O marketing "para dentro", como é tratado literalmente, está se tornando cada vez mais comum nos últimos anos. Trata-se de uma área que possui técnicas contrárias ao outbound marketing, o chamado marketing de interrupção. Fatores como a ascensão da tecnologia, a convergência de canais e as mudanças no comportamento do consumidor fizeram as empresas e profissionais se voltarem a métodos mais eficientes de interação com seu público, algo além de promover propagandas e oferecer produtos diretamente.

Logo, muitas corporações começaram a investir em estratégias de marketing que abraçam a permissão, gerando conteúdos que levam o potencial cliente até os produtos, serviços, ideias e atitudes de uma empresa. A partir dessa atração, usam-se iscas para converter e realizar uma negociação.

Quem tem noção de marketing digital ou costuma fazer transações na web com certeza já usufruiu dos poderes do inbound marketing. Isso acontece no acesso a blogs de e-commerces, em redes sociais e até na realização de cursos online com certificado. Quando você encontra algo interessante, tem potencial para voltar aquele canal, divulgá-lo e até aderir o que está divulgando – essa é uma das principais metas dessa tendência que está totalmente ascendente.

Segundo o Hubspot, empresa que investe há anos no Inbound marketing e até oferece um curso online excelente sobre o tema, esse novo conceito visa romper com os velhos padrões e tornar cada vez mais valiosa a interação entre emissores e seus interlocutores. A ideia é que haja a procura do público por meio de algumas etapas que, se bem estruturadas, rendem benefícios para os dois lados.

Por isso, é essencial seguir quatro ações que podem reinventar seu planejamento. Essa metodologia está cada vez mais popular e é tema fundamental de um bom curso de inbound marketing, como a opção oferecida pelo Educamundo.

Metodologia Inbound Marketing

Para saber o que é inbound marketing e começar a aplicá-lo na prática, torna-se inerente seguir essas fases:

  • Atração – um site, página, perfil e canal precisam de visitas. Quanto mais pessoas conhecem, aumenta sua popularidade, porém para isso é necessário atrair. Além de anúncios patrocinados, o auxílio de coachs e consultoria de marketing, há todo o poder do inbound para chamar "estranhos" a seu negócio. Isso é feito de modo simples: gerando bons conteúdos, aquele que realmente fará diferença para os usuários, bem como o investimento em ferramentas de SEO visando um bom ranqueamento nos motores de busca.

Portanto, tenha em mente que o marketing de conteúdo é primordial na fase de atração, bem como o uso de técnicas apuradas que rendem reconhecimento: um bom título, texto bem escrito, dicas interessantes, imagens chamativas, entre outras artimanhas.

  • Conversão – depois da atração vem a conversão, um processo crucial para a conquista de novos clientes e admiradores. Se o visitante foi atrás de seu material e encontrou o que buscava, com certeza ficará instigado a acompanha-lo por mais tempo. Isso acontece quando seguimos um blog, um canal no Youtube, uma página no Facebook...Com o foco em estratégias como criação de ofertas, copywriting, e-mail marketing exclusivo, call-to-action, landing pages e formulários, é possível formar uma boa base de dados e converter um lead – assunto que trataremos mais à frente, além de tratá-lo com mais afinco no curso online relativo.
     
  • Fechamento – a terceira etapa do plano de inbound marketing visa fechar o negócio com o cliente, para o alcance do objetivo premeditado. Tem foco também no relacionamento e nas transações finais, convencendo a pessoa a investir naquilo que se interessou – pode ser um serviço, um produto, uma ideia, etc.

Para o especialista Chet Holmes, cerca de 70% dos leads estão na fase entre "dispostos a comprar" e "acredita estar interessado". Isso acontece bastante quando pesquisamos algo e ainda ficamos inseguros em comprar, seja por diversos motivos – pagamento, características, funcionalidade, utilização, entre outros. Sendo assim, desde que haja técnicas de persuasão, o indivíduo já conta com algo a mais, uma chamada para avançar ao próximo nível. E como isso é feito? Com a divulgação de outros conteúdos relacionados, mensagens personalizadas, promoções, newsletter e o famoso lead nurturing, que também falaremos com mais evidência adiante.

  • Encantamento – eis a etapa mais buscada em todo plano de inbound marketing, com base também na análise e fidelização. Se o lead se tornou um cliente e acreditou em sua marca, resta manter um relacionamento duradouro e proveitoso com ele, para que se torne fiel e um verdadeiro promotor de seus serviços.

Para isso, as melhores técnicas de inbound visam a atenção redobrada aos seus gostos e necessidades. Você pode investir em campanhas direcionadas e cativantes, conteúdos relacionados ou novidades, promoções exclusivas, brindes, entre outras vantagens – tudo isso aliado ao marketing de conteúdo, divulgação em múltiplos canais, criação da persona e avaliação das métricas.

Fique atento: embora seja uma visão geral, no Curso Online Inbound Marketing há aspectos ainda mais detalhados de toda essa metodologia. Que tal saber mais e até se especializar nessa tendência?

Cursos relacionados que podem te interessar:

Lead, suspect e prospect

Vamos falar sobre lead! Já salientamos a importância desse termo nas etapas do ciclo de inbound marketing, porém, é bacana tratar de modo mais completo – além da definição de prospect e suspect, temas também abordados no curso de inbound marketing do portal.

Lead é um número, um visitante que acessou sua plataforma e que você deve investigar para saber mais informações. O lead pode ter características distintas e ter infinitos objetivos ao dar crédito para um tema produzido – seja para resolver um problema imediato, por curiosidade, por indicação, ócio, etc. A necessidade do lead será descoberta de acordo com sua análise, para verificar se tem relação com a persona ideal para o negócio e se poderá tornar-se um suspect.

Suspect, literalmente, trata-se de um suspeito. É um aprimoramento do lead, aquele que se encaixa em muitos quesitos relacionados a sua marca e tem boas chances de se tornar um potencial consumidor. Para isso, o contato com o suspect deve ser alimentado e amadurecido com boas ações e estratégias de marketing de conteúdo e inbound.

Já o prospect é aquele lead que tem tudo a ver com as personas interessadas em seus produtos e serviços. Além disso, ele tem disponibilidade financeira, entendimento da marca e necessidade/desejo daquilo que você está vendendo. Com o planejamento bem feito, o prospect fecha o negócio – mas deve ser convertido com outros artifícios, aqueles que tratamos na etapa de fidelização.

O que é lead nurturing?

Lead nurturing é o passo principal para prospectar e garantir um relacionamento perfeito com seus leads, suspects e prospects. Essa "nutrição" refere-se aos materiais e táticas utilizadas para instigar ainda mais os interessados, para que não abandonem sua marca e passem até a promovê-la.

Um suspect bem nutrido torna-se um lead qualificado, aquele que está no ponto para finalizar uma transação. Além de se encaixar perfeitamente no perfil de seu negócio, ele ainda necessita de novas informações relativas as suas vontades, o segmento em que atua, a empresa que representa, os desejos e "dores" que possui, entre outras. Quem não gosta de receber aquele e-mail incrível com dicas que têm tudo a ver com você? Pois é, esse exemplo prático é ideal para compreender o que é inbound marketing.

Atenção: há uma diversidade de artimanhas de lead nurturing que se reinventam cada vez mais. Conheça as mais utilizadas tanto no curso de inbound marketing quanto em outros cursos online de comunicação do portal.

O que é uma meta SMART?

Específicas, mensuráveis, alcançáveis, realistas e temporais: essas são as ações principais de uma meta SMART. Juntas, essas ações formam um planejamento tanto de inbound marketing quanto em outros ramos ligados a essa área, bem como o plano estratégico de administração de qualquer empresa.

Baseado nesse sistema, você deve estabelecer um cronograma que responda as questões de cada etapa. A primeira é que os objetivos precisam seguir linhas tangíveis e claras, de modo preciso, assim como devem ser analisados e monitorados (parte dois do plano). Alcançar um objetivo deve ser uma realidade, independente do tempo e das estratégias para isso, ou seja, não dá para ir muito além e pensar em ações surreais, assim como não compensa pensar apenas no que já é funcional.

As atividades devem ter meios possíveis de realização – nessa etapa batemos na mesma tecla dos objetivos "surreais" e "impossíveis" para o momento - além de considerar o T da meta SMART, que refere-se ao tempo: cada um deles deve ter uma duração específica.

Em cada nível da metodologia inbound é possível aplicar essas máximas, primordiais para avaliar o retorno sobre investimento (ROI) e outras métricas interessantes. Vale fortalecer que esse processo também é comum em várias áreas, como administração, contabilidade e até recursos humanos – temas de muitos cursos online com certificado do Educamundo.

o que é inbound marketing

KPI: dicas práticas

Métrica e KPI é a mesma coisa? Eis uma questão comum entre muitos iniciantes no Inbound e marketing digital. Bom, esses termos não são iguais, mas podem se complementar de acordo com cada análise. Como o nome indica, KPI é um indicador-chave de performance (key performance indicator), um método ideal para medir o desempenho de um indicador, verificar se as técnicas são eficientes e como anda o cumprimento dos objetivos.

A métrica, por sua vez, é somente algo que é medido, que em um primeiro momento não interfere diretamente (ou não é tão relevante no momento) para seu plano de marketing. A relação mais forte entre ambos vem quando uma métrica torna-se tão importante e pontual a ponto de se tornar um KPI.

Exemplo prático: as visitas em um site durante determinado mês são métricas. A taxa de conversão dos leads é um KPI – que pode ser medido numericamente ou via porcentagem. Para um melhor entendimento, vale conhecer outras dicas práticas desses indicadores:

  • Escolher KPIs realmente mensuráveis e que sejam importantes para seu negócio, como a geração de leads em determinado conteúdo;
     
  • Um indicador deve ser relevante. Não é interessante, por exemplo, focar em interação (curtidas ou compartilhamentos) em redes sociais. Atente-se ao que realmente faz diferença – se o objetivo gera oportunidades de negócios e completa uma conversão/fidelização por meio dessas redes, por exemplo;
     
  • KPIS devem ter periodicidade – lembra-se do T da meta SMART? Assim, eles ajudam a tomar melhores decisões e ter uma visão melhor do cronograma;
     
  • É essencial que esses dados levem a otimização do processo, influenciando em boas escolhas. Não adianta ter um planejamento com gráficos incríveis se eles não saem do papel ou levam a ideias assertivas.

Mas, então, quais KPI devemos considerar? No geral, os mais funcionais são: número de leads, tráfego, custo de aquisição por lead, receita por compra e total, número de assinantes do blog e da newsletter, origem do tráfego, custo por visitante, ranking da página, páginas visualizadas, landing pages, entre outros.

Curtiu esse tópico e entendeu sua função para um ótimo plano? Experimente o conteúdo do curso de inbound marketing do Educamundo e confira outras informações excelentes. Junte-se aos mais de 200 mil alunos do portal e fortaleça sua qualificação nessa e em diversas pautas.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Principais erros de Inbound marketing

Fechamos nosso artigo destacando alguns erros comuns que podem acabar com seu cronograma de inbound marketing. Não é porque essa tendência tem características inovadoras que dará sempre certo, por isso é fundamental o seguimento das etapas, o foco no trabalho, a análise recorrente e o apoio de todos os membros da equipe.

Nesse ponto, já salientamos um erro crucial: fazer tudo sozinho. Pode ter certeza que é impossível, por mais tempo que você tenha. Para boas estratégias e resultados, é pertinente que um grupo trabalhe junto. Inclui-se aí também o fato de querer fazer tudo em tempo recorde, o que também não faz sentido e pode atrapalhar o plano.

Falando em planejamento, muitos principiantes acabam deixando de lado algumas etapas e não se atentam aos detalhes. Assim, tudo fica desestruturado e aparecem vários erros. Não adianta começar a produzir inúmeros conteúdos se você não conhece as personas e não entende o comportamento de possíveis leads. Daí partimos para o erro clássico de esquecer o público que tem potencial para se tornar um prospect – muita gente quer atingir tudo e todos, sem delimitar ao mínimo o perfil do consumidor a ser trabalhado e convertido.

Conteúdos ruins, sem qualidade e com cópias, feitos apenas para preencher espaço, são péssimos para a reputação de seu negócio. Seja original, mesmo que isso custe tempo ou o investimento em especialistas. Por fim, é inútil pensar que o inbound marketing dará resultados logo de cara. Não adianta querer fazer milagre, qualquer meta só será atingida com um bom e duradouro trabalho que depende da qualificação – seja com cursos gerais ou cursos online com certificado - e proatividade de todos os envolvidos.

Inbound Marketing - Como fazer?

  1. A premissa básica do marketing de conteúdo é fortalecer a atuação da empresa no meio digital. O trabalho com palavras chaves atreladas a um texto otimizado e publicados no site ou blog da empresa irá fazer com que o usuário em busca de algo que esta empresa oferece consiga encontrá-la em ferramentas de pesquisa.
  2. O Inbound Marketing é formado de quatro etapas, também conhecidas como "quatro fases do funil de vendas": atração, conversão, fechamento e encantamento. Elas agem em conjunto para criar um relacionamento com o usuário que envolve a venda de um produto ou serviço e que permanecerá após a compra.
  3. O inbound marketing pode ser aplicado em empresas dos mais diferentes setores: pequenas e médias, lojas virtuais, instiuições de ensino, etc.

É, quando se trata desse tema, sempre há muito que aprender. Essa tendência é bem abrangente e conquistará ainda mais ascensão, logo, vale considerar saber tudo sobre inbound marketing e marketing de conteúdo o quanto antes – seja você empreendedor, estudante ou atuante nas áreas de comunicação, administração e correlatas.

Comece com o Curso Online Inbound Marketing e amplie seus conhecimentos com um dos melhores cursos a distância sobre o tema. Aproveite as vantagens do Educamundo e faça sua inscrição com um pequeno investimento de R$69,90. A taxa é única e válida por um ano, período em que você tem acesso a todos os cursos online do Pacote Master.

Capacite-se, atualize-se e aperfeiçoe-se nesses e em infinitos assuntos. Escolha os cursos a distância que mais têm a ver com seus planos e dê um plus em sua formação pessoal e profissional. Matricule-se agora e não deixe de comentar. Boa sorte e até a próxima!