A Língua Brasileira de Sinais, ou Libras como é normalmente conhecida, surgiu em 1857. Criada pelo Instituto dos Surdos-Mudos e hoje ensinada de diversas maneiras, principalmente em cursos online, a língua em questão é uma junção da Linguagem de Sinais Francesa e da Língua de Sinais Brasileira antiga, que era utilizada pelos deficientes auditivos de diversas regiões do Brasil. Com quase 30 anos de idade, a Libras faz o papel principal que toda linguagem desenvolve: conectar pessoas e permitir que comunicações sejam feitas, que o mundo seja apreendido pelos surdos por meio da linguagem e que essa experiência se dê de forma completa.

Existindo oficialmente por tanto tempo nas terras do Brasil, a Língua Brasileira de Sinais é amplamente utilizada e faz parte do cotidiano de muitas pessoas, tanto aquelas que são deficientes auditivos, quanto aquelas que não são. Nesse post, vamos te falar por que é importante aprender essa língua e qual a melhor maneira de fazer isso nos dias de hoje. Confira.

O número de surdos no Brasil

Segundo dados repassados pelo G1 de uma pesquisa demográfica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizada em 2010, a porcentagem de brasileiros que declara ter deficiência auditiva é de 5,1% da população. Em números reais isso equivale a 9,7 milhões de pessoas com algum grau de deficiência para ouvir. O número de surdos propriamente ditos, nessa pesquisa em questão, atinge o pico de 344,2 mil indivíduos. Enquanto 2,1 milhões de pessoas disseram que têm deficiência auditiva severa, outros 1,7 milhão confirmaram que possuem uma dificuldade enorme em ouvir.

Dependendo do grau da deficiência auditiva, pode ser complicado tratá-la com algum aparelho ou mesmo cirurgia. Além disso, devemos levar em consideração o número de pessoas que não possuem condições para buscar soluções para essa deficiência, o que faz com que, se não conseguem se comunicar, percam parte da experiência social que as aguardam. Logo já vemos a importância da Língua Brasileira de Sinais fazer parte do cotidiano de mais pessoas. Você entenderá que a palavra-chave nessa questão toda é inclusão, algo que já discutimos em outro post aqui mesmo no Educamundo.

A importância de aprender Libras

Como dissemos anteriormente, devemos pensar que aprender Libras é ajudar em uma maneira de inclusão social de indivíduos com deficiência. Assim como todo brasileiro, os deficientes auditivos devem estar inseridos de toda e qualquer forma na vida em sociedade e uma das maneiras mais básicas de inclusão é por meio da linguagem. É por isso que devemos ter empenho em compreender a Libras em sua totalidade e não como forma de apenas acrescentar mais alguma característica em nosso currículo. Pensar na relação da linguagem com as pessoas nos dá uma ideia bem maior e correta de como ela é importante para todas as pessoas.

Diferente do que alguns acreditam, a Libras é uma língua que só faz sentido no Brasil. Existem várias linguagens de sinais, como a norte-americana, conhecida pela sigla ASL ou então como Ameslan e a britânica (BSL), e elas se diferem entre si. Isso acontece mesmo que os países tenham a mesma linguagem verbal – como é no caso dos Estados Unidos e do Reino Unido, em que ambos falam inglês – mas as linguagens de sinais possuem características culturais e por isso devem ser compreendidas enquanto produtos do seu espaço nacional. É comum achar que cada palavra tem um correspondente nessa língua, mas ela trabalha com conceitos e por mais que possam ser traduzidos para uma linguagem verbal ou escrita, a Libras funciona mais nos moldes de correlação linguística.

Cursos relacionados que podem te interessar:

A dificuldade em aprender Libras

Todo aprendizado de uma nova língua é complicado na primeira vez. Para aqueles que já aprenderam mais de uma linguagem verbal fica mais fácil apreender outros idiomas com o passar do tempo. Isso acontece porque toda linguagem é composta de sintaxe – aquela característica linguística que estuda as palavras enquanto componentes de uma frase – e a estrutura pode ser parecida em diversas línguas. Para alguém que fala português como língua nativa, a dificuldade primordial está naquela transição entre tradução e compreensão da Libras para o Português. A tradução sempre coloca uma língua em retrospecto com a outra, ou seja, faz relações linguísticas entre os elementos. Quando passamos da tradução para a compreensão começamos a pensar dentro naquela nova linguagem e não mais fazer paralelos com uma língua e outra. Com o aprendizado de Libras acontece a mesma coisa.

A Língua Brasileira de Sinais tem diversos pontos em comum com o português brasileiro, mas também há outros que se diferem e por isso devem ser tratados e pensados de maneira distinta, e não apenas como parte de uma tradução literal linguística. Como citamos mais acima no texto, a Libras trabalha bastante com conceitos e por mais que toda palavra seja um conceito em sua concepção, dificilmente entendemos nossa linguagem nativa dessa maneira. O “x” da questão para quem quer aprender Libras é justamente fazer o estudo tendo em mente que é necessário deixar o pensamento virado para a Língua Brasileira de Sinais.

A questão de treinar o pensar para ser composto em Libras é um exercício que exige dedicação, mas que não deve ser deixado de lado de hipótese alguma. Inclusive essa é uma dica de ouro para quem está no processo de aprendizado. O chamado Português Sinalizado é diferente da língua de sinais, porque essa vai além de uma tradução, como dito anteriormente. Com a internet, não é difícil encontrar materiais audiovisuais em que podemos ver intérpretes fazendo a língua de sinais para os deficientes auditivos. Isso é comum em canais sobre política, mas você também encontra no YouTube materiais de entretenimento que mostram um intérprete em tela. Assim como ver um filme em inglês ajuda no desenvolvimento do idioma em seu cérebro, o mesmo acontece nesse caso. Para treinar melhor, coloque o vídeo no mudo e se concentre ainda mais na pessoa que faz a língua de sinais.

Outra forma de conseguir vencer as adversidades do estudo é se concentrar bastante. Pegue seus conteúdos, leia, releia e não deixe se distrair para que possa ficar focado naquilo que necessita aprender. Em nosso post de O Guia Definitivo de Como Otimizar Seus Estudos em Cursos Online já falamos sobre a importância de ter um ambiente tranquilo e propício para os estudos, sem interrupções e distrações. Leia para saber como você pode criar formas de otimizar seus estudos tendo ainda mais foco.

Outra maneira de ajudar no desenvolvimento do seu estudo de Libras é justamente ter contato com pessoas que utilizam a Língua Brasileira de Sinais há mais tempo do que você. Quando falamos com uma pessoa fluente que entende a situação de aprendizado em que nos encontramos – iniciante, intermediário ou avançado – treinamos ainda mais os aprendizados e ganhamos mais confiança naquele conhecimento. É sempre importante ter em mente que errar faz parte de todo estudo e quando ele é sobre linguagem, essa se mostra mais presente justamente quando a colocamos em prática. A linguagem é um exercício que deve ser feito todos os dias, caso contrário a comunicação pode ter dificuldades de se estabelecer da maneira como os envolvidos esperam.

Quem deve aprender Libras

Pessoas que têm contato com deficientes auditivos saberão se comunicar com eles mais facilmente se aprenderem a Língua Brasileira de Sinais. Aliás, é interessante pensar em formas de treinar constantemente o conhecimento das aulas de Libras com o deficiente que faz parte da sua vida. Assim seu aprendizado se torna ainda mais orgânico.

Caso você tenha um amigo ou familiar que perdeu a audição, o estudo de Libras em conjunto pode ser um dos caminhos para compreender a nova situação daquele indivíduo e também das pessoas de seu contexto social. Toda a ideia de inclusão começa logo neste momento, em que você e a pessoa deficiente se ajudam no caminho de descobrimento dessa linguagem.

Outras pessoas que devem aprender Libras são os educadores. A diversidade das escolhas passa justamente por formas de dar um lugar para todos os indivíduos, com suas diferenças e semelhanças entre aqueles que dividem o mesmo espaço. Receber uma criança ou adolescente deficiente auditivo em sala de aula abre portas para que a comunicação se torne universal. O sentimento de acolhimento e compreensão que é passado quando o educador sabe a importância de todos dividirem o mesmo espaço faz crescer o senso de sociedade logo na escola, o que é essencial para o desenvolvimento da cidadania tanto do corpo docente quanto também do discente.

  

Aqueles que trabalham com atendimento do público também são um grupo que fazem um bom aproveitamento da Língua Brasileira de Sinais. Lidar com as pessoas e atendê-las bem passa pelo básico da compreensão comunicativa. Dessa forma, saber conversar com alguém deficiente auditivo é de suma importância para que nenhuma parte da comunicação acabe frustrada.

Ainda há aquelas pessoas que desejam estritamente trabalhar com interpretação, ou seja, Libras já é um caminho a ser pensado. Entretanto, o que realmente precisamos ter em mente é que não existe um grupo específico que deva aprender a Língua Brasileira de Sinais, já que essa língua pode fazer parte do dia a dia de todas as pessoas. Não é necessário estar em uma posição profissional ou mesmo ser alguém que tenha algum grau de relacionamento com uma pessoa deficiente auditiva para compreender a importância de ser versado em Libras.

Em que lugar aprender Libras

Você pode aprender Libras de dentro da sua casa. Com os cursos online, você tem toda a facilidade de fazer seu horário e pode se dedicar da melhor forma que achar possível. O Educamundo possui dois cursos à distância que junto complementam os conhecimentos um do outro. O primeiro, Libras: Língua Brasileira de Sinais, começa com um foco mais histórico sobre o tema e o desenvolve até chegar em partes práticas. Você aprenderá mais a fundo sobre como surgiu a linguagem de sinais do nosso país, bem como as características dessa língua, a legislação brasileira que a rege e como se dá a comunicação por meio da Libras tanto dentro quanto fora de aula – nesse ponto chamando a atenção para o intérprete. Como conteúdo complementar o aluno aprende mais sobre características sociais que envolvem aquela pessoa deficiente auditiva que tem a necessidade de utilizar a linguagem em questão, principalmente dilemas escolares, e tem contato com dicionários de Libras.

Já o curso online Língua Brasileira de Sinais tem um viés mais prático que o anterior. Ele também faz uma abordagem dentro da história sobre o assunto, tocando no ponto de conquista de reconhecimento que a Libras tem em nosso território. Após esse conteúdo introdutório, o estudante aprende tópicos linguísticos específicos como verbos por exemplo, que por indicar uma ação específica é uma das bases de toda linguagem. Outros pontos com mais materialidade para serem utilizados no cotidiano dizem respeito ao conhecimento acerca de meses, alimentos, natureza, tempo, cores, vestuários e muito mais. Esse curso online, como apontado, também traz conhecimentos acerca da morfologia da língua e abre espaço para ensinar sobre, os já citados, verbos, pronomes gerais, pronomes pessoais, numerais e outros. Ainda há um tópico destinado especificamente ao vocabulário de Libras, o que ajuda a expandir ainda mais a comunicação daquela pessoa que está disposta a aprender.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Você pode fazer esses dois cursos – que já foram feitos por mais de 4.200 pessoas – facilmente, já que a inscrição do Educamundo facilita o seu estudo. Ao se matricular no portal, o aluno tem acessos aos dois cursos online citados e todos os mais de 650 que estão cadastrados no site. Após fazer sua matrícula, você pode cursar quantos conteúdos desejar durante um ano inteiro sem pagar mensalidades, o investimento é único, apenas R$ 69,90. Além disso, se desejar, ainda é possível receber certificados. Aproveite essa facilidade e faça sua inscrição hoje mesmo no Educamundo.

O aprendizado de Libras, assim como qualquer outra linguagem, exige dedicação e comprometimento seu. Siga as dicas que demos nesse post e você verá como seu estudo ficará mais fácil quando prestar atenção aos passos que falamos. Além disso, lembre-se que quando alguém decide aprender a Língua Brasileira de Sinais, está fazendo muito por ela mesma e pela sociedade em geral. Pensar na inclusão que um estudante de Libras reforça por meio da comunicação aprendida, nos mostra como é essencial estarmos aptos a nos relacionar com todas as pessoas.