Plano de negócios é um documento escrito com todos os objetivos de um empreendimento a curto e longo prazo, levando em conta a estrutura, o tempo e os meios para torná-los realidade na empresa, além de estratégias organizacionais voltadas ao marketing, financeiro, recursos humanos e toda a administração em si.

Quem tem um produto para vender, uma franquia para abrir, um serviço para oferecer ou qualquer outra ideia de negócio tem que estar ciente sobre a importância de um plano de negócios para alcançar sucesso em sua empreitada.

Essencial para planejar passo a passo o início de um novo empreendimento, essa ferramenta ajuda com a análise da ideia e o seu potencial financeiro e comercial. Na verdade, um plano de negócios pode ser desenvolvido para qualquer fase de um negócio, além da fase inicial, como reestruturação da organização, projetos adicionais e expansão do empreendimento.

Outro objetivo do plano de negócios é cativar o público-alvo, como fornecedores, banco, investidores, sócios ou financiadores. Por isso, ele deve ser muito bem construído, mostrando solidez e consistência. Sendo assim, não adianta uma empresa utilizar um modelo de plano de negócios semelhante à sua atividade, é primordial que o planejamento seja do próprio empreendimento.

Isso leva a outro ponto relevante: a importância de estar bem informado sobre como fazer um plano de negócios, quais pontos são importantes e não devem ser deixados de fora, qual a melhor estratégia de negócios e tudo que possibilite criar o planejamento perfeito.

Mas quando se trata de informar e levar conhecimento sobre temas diversos, o Educamundo, portal de cursos online com certificado, tem as melhores opções do mercado. Prova disso é o Curso Online Plano de Negócios, que prepara profissionais, empreendedores e qualquer interessado em utilizar essa ferramenta de forma eficiente.

Quer conhecer mais sobre essa opção em qualificação do portal? Acompanhe nosso artigo e conheça alguns dos tópicos que formam nosso curso online.

Montar um plano de negócio passo a passo depende de três pontos essenciais: detalhar todos os pontos do processo minuciosamente e de modo prático; entender a realidade da empresa para descrever o planejamento com coerência; entender o potencial de sucesso da corporação e quais são as metas possíveis a atingir.

Para aprender mais!

  • Uma aula de plano de negócios pode ser muito valiosa para empreendedores, profissionais de administração e estudantes da área, por isso são indicados cursos online que explanam pontos cruciais desse planejamento, do modelo de plano de negócios até a definição de plano de negócios segundo o Sebrae e outras instituições relevantes.

Os desafios para criar um Plano de Negócios eficaz

Para ser eficiente, um plano de negócios deve ser elaborado de forma minuciosa e precisa, pois é a partir dele que os empreendedores podem medir o sucesso de qualquer negócio, além dele ser importante para minimizar riscos, evitar erros na abertura de um empreendimento e reduzir incertezas. 

Por isso as etapas do plano de negócios precisam receber atenção especial para que as seguintes dificuldades não direcionem ao erro: a ausência de informações; tentar preencher o plano em sequência; e a falta de preparação, pois a construção de um plano exige conhecimento em várias disciplinas.

Essas e outras dificuldades podem nem surgir se o plano for feito por quem tem conhecimento sólido e aprofundado no assunto. Cursos online voltados ao tema são ótimas alternativas para ajudar os profissionais a vencerem qualquer dificuldade que surgir na construção do plano de negócios.

Veja alguns desafios que podem aparecer e o que fazer para evitá-los:

1. Falta de informação: na ausência de informações, algumas vezes será preciso adotar hipóteses para que o plano de negócios seja concluído. Acontece que não pode apenas inventar uma informação sem que seja validada por pesquisas ou testes de mercado. Isso significa que o modelo de plano de negócios precisa ser adaptado da forma mais próxima da realidade do negócio.

A validação das hipóteses se dá por meio do envolvimento dos possíveis compradores e potenciais clientes, por opiniões coletadas. Revistas as hipóteses, volta-se ao início do processo se elas foram invalidadas e se retoma o ciclo, fazendo os ajustes necessários.

2. Ordem de preenchimento do plano: tentar seguir as etapas do plano de negócios de forma linear pode não dar muito certo, pois algumas informações dependem de outras que estarão mais adiante no plano. O sumário executivo, por exemplo, que é a primeira seção do plano de negócios, pode ser preenchido somente após a definição do plano inteiro. Por ser o índice definitivo, dessa forma fica mais fácil.

3. Conhecimentos multidisciplinares: saber se a ideia de negócio vai dar lucro ou não é um questionamento que não se responde apenas com "sim" ou "não", pois depende de muitas variáveis, como conhecimentos multidisciplinares. Esses saberes são aprendidos tanto em um curso de plano de negócios quanto em cursos online específicos. As disciplinas podem ter nomes diferentes ou surgirem no estudo de outras, mas basicamente são:

a) Direito empresarial e tributário: por meio deles é que vem a ajuda para a escolha da melhor forma de legalização e de tributação do empreendimento.

b) Direito trabalhista: ajuda com o cálculo dos encargos trabalhistas, décimo terceiro, férias e outros, tudo que engloba o custo de um trabalhador para a organização.

c) Contabilidade: esta disciplina é que direciona à montagem da demonstração de resultados (DRE); cálculos de depreciação; cálculo do caixa mínimo; investimento inicial e capital de giro; custos fixos e variáveis e outros.

d) Administração de estoques: entender o estoque é um dos pontos essenciais em qualquer tipo de negócio. É preciso que se conheça como funciona o giro do estoque, assim como o estoque inicial e mínimo.

e) Matemática financeira: como a política de vendas a prazo e as compras influenciam no capital de giro é uma das coisas que se aprende com essa disciplina e que se aplica no plano de negócios - entre vários outros cálculos.

f) Análises financeiras: aqui se estuda o cálculo do tempo de retorno do investimento; a rentabilidade e lucratividade do negócio; o ponto de equilíbrio; a TMA (Taxa Mínima de Atratividade), a TIR (Taxa Interna de Retorno) e o VPL (Valor Presente Líquido).

g) Cadeia de suprimentos (Supply Chain): a rede de negócios interligados que englobam do armazenamento da matéria-prima até o produto final no ponto de consumo. É o planejamento de todas as atividades interligado à logística interna e externa dos empreendimentos.

Aqui no portal há diversos cursos online com certificado que aprofundam esses conhecimentos. Se você quer ser um especialista em plano de negócios e pretende atuar com consultoria ou assessoria especializada nessa ferramenta, pode contar com qualificações como Direito Tributário; Direito Trabalhista; Contabilidade de Custos, Matemática Financeira e muitos de nossos cursos de contabilidade, controle de estoque e outros.

Entendendo a importância do plano de negócios:

  • Para que serve um plano de negócios? O plano de negócio serve para ajudar a empresa a minimizar erros e maximizar lucros, pois permite uma pesquisa mais detalhada sobre o mercado em que atua, público-alvo e o que pode oferecer em produtos e serviços. Além disso, gera informações relevantes sobre clientes, fornecedores, parceiros e concorrentes.
  • Qual a importância do plano de negócios? A importância de um plano de negócios bem elaborado está em conseguir viabilizar o trajeto para que a empresa consiga atingir o seu potencial máximo e ao mesmo tempo alcançar as metas e objetivos traçados em um menor período de tempo e com os custos previstos, pois direcionará os esforços nas ações eficazes de cada setor: comunicação, vendas, produção, atendimento, entre outros.

Modelo de Negócios x Plano de Negócios

Neste tópico do nosso Curso Online Plano de Negócios vamos abordar as diferenças entre plano e modelo de negócios. Muito se ouve sobre ambos no universo de empresários e empreendedores, mas afinal, o que é cada um deles?

O plano de negócios, como já vimos anteriormente, mostra a viabilidade de uma ideia ou oportunidade de negócio. Já o modelo de negócios é uma explanação sobre como uma empresa cria, entrega e capta valor, ou seja, como ela resolver problemas específicos e quanto cobra do cliente por isso.

Sobre adotar um ou outro, não há um consenso padrão. Podemos dizer que são complementares, e enquanto alguns especialistas defendem que o modelo deve preceder o plano, outros acreditam que deva ser o contrário.

Seja como for, são essenciais à estratégia de negócios e é preciso que se saiba exatamente o que é um e outro. Veja algumas diferenças:

  • Desenvolvimento: enquanto o Plano de Negócios (PN) começa na ideia do negócio, o Modelo de Negócios (MN) é desenvolvido a partir do cliente.

  • O MN dá ao empreendedor perguntas sobre o negócio, enquanto o PN fornece as respostas.

  • O PN é uma ferramenta tradicional, já utilizada há bastante tempo por empreendedores e o MN é algo mais novo e moderno.

  • O MN permite que o empreendedor tenha múltiplas visões do seu negócio, enquanto o PN as unifica.

  • O MN levanta uma variedade de hipóteses a serem validadas e o PN pede uma pesquisa de mercado mais detalhada e aprofundada para validá-las.

Atenção: modelo de negócios também não é o mesmo que modelo de plano de negócios, este último diz respeito a amostras de PN, que podem ser utilizadas como guias para a construção de um plano.

Plano de Negócios

Você sabia?

  • A apresentação do plano de negócios é formada necessariamente três bases principais: a ideia em geral, o sumário executivo com todos os passos detalhados – informações técnicas, dados, etc. -, e a plataforma de apresentação, que deve ser prática, responsiva, criativa e surpreendente.

Conhecendo o mercado e identificando oportunidades

Uma das etapas do plano de negócios é a pesquisa de mercado. É ela que indicará se há realmente um mercado consumidor suficiente para a ideia de negócio. Para isso é preciso que sejam descobertos o tamanho desse mercado e a parcela que poderá ser tomada da concorrência.

Outra ferramenta de apoio é a pesquisa de mercado, que pode ser primária ou secundária. A primeira é feita diretamente com as pessoas envolvidas, para que as informações sejam pegas. Já a segunda é baseada em dados já existentes, de fontes como as associações de classe, IBGE, SEBRAE e outros.

Além dessas, há algumas técnicas para a identificação de oportunidades e que são excelentes formas de aprendizado para quem precisa aprender como fazer um plano de negócios eficiente.

Acompanhe mais essa pauta do curso de plano de negócios do portal e descubra mais formas de perceber se uma oportunidade é boa ou não e, com isso, evitar riscos de investimentos.

Técnicas para a identificação de oportunidades de negócios

Um modelo de plano de negócios sempre trará a análise de mercado e de oportunidades, mas é sempre bom frisar que cada negócio tem suas particularidades e que nem sempre um modelo pronto as contemplará.

Um ponto importante aqui é ter em mente que oportunidade é diferente de ideia de negócio. Uma ideia nem sempre é uma boa oportunidade, assim como uma boa oportunidade pode surgir de outras fontes que não uma ideia do empreendedor (da observação de falhas no mercado, por exemplo).

Algumas técnicas utilizadas para identificar uma boa oportunidade são exemplos de ferramentas que podem ajudar o empreendedor, e elas são também tópico de nosso curso de plano de negócios. Conheça algumas delas:

  • Necessidades identificadas: determinar quais necessidades que a oportunidade pode atender e quais soluções ela trará (quais problemas ela resolverá);

  • Escala: prestar atenção ao público-alvo e ao porte do mercado. Quanto maior a sua abrangência, maiores são as probabilidades de ser uma boa oportunidade.

  • Diferenciação: inovação é algo que pode transformar uma ideia em uma ótima oportunidade e em um negócio efetivo. Dessa forma, ao mostrar que a oportunidade oferece diferenciais das demais, a torna mais atrativa para potenciais investidores e clientes.

  • Observação e análise: fatores importantes para a identificação de uma boa oportunidade, a observação e análise são fundamentais para uma identificação mais precisa. Exemplos de situações que devem ser observadas e analisadas em uma potencial oportunidade de negócio: costumes, fluxo de pessoas e frequência de repetição de determinados hábitos.

  • Busca de informações: estar atento a investimentos feitos em determinado bairro, por exemplo, é primordial para descobrir um possível nicho. A construção de ciclovias em um bairro, por exemplo, pode dar a oportunidade à abertura de uma loja de venda de bicicletas, acessórios ou de prestação de serviços, como consertos desse meio de transporte. Estar antenado a esses eventos pode representar uma excelente estratégia de negócios, e direcionar a um empreendimento de sucesso.

Cabe enfatizar que as oportunidades estão em todo lugar, muitas vezes escondidas em acontecimentos que mostram as imperfeições do mercado, como necessidades do cliente não satisfeitas, mau atendimento, baixa qualidade de serviços e produtos, alto custo operacional ou de produção - que consequentemente acarreta em alto preço de venda etc.

Fique atento!

  • O plano de negócios pronto deve conter tópicos relevantes sobre o assunto, como a definição, estrutura, projeções econômicas, fases e etapas, custos, cronograma de ações e estratégias.

Tenha em mente

  • Qual a importância do plano de negócios? Conhecer a empresa e seus potenciais, dar credibilidade à corporação, conquistar novos sócios e captar recursos, propor parcerias, realizar testes de viabilidade do negócio, organizar informações, objetivos e estratégias.
  • Como fazer um plano de negócios? O sumário básico do plano de negócios deve ter a descrição da empresa, missão, diferenciais competitivos, perfil dos colaboradores, mercado de atuação, produtos e serviços, localização, informações jurídicas e tributárias e investimento inicial.
  • Como montar um plano de negócios? Além do sumário executivo com os dados gerais da organização, o planejamento deve considerar também a análise de mercado, plano de marketing, plano operacional, plano financeiro, qualidades e custo-benefício.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Prepare-se para o mercado de trabalho com o Educamundo

O mercado de trabalho tem boas oportunidades para especialistas em como fazer um plano de negócios e se mantém aquecido devido ao número de empresas que são criadas todos os anos.

Quem quer estar bem preparado para prestar serviços utilizando essa ferramenta, tem no Curso Online Plano de Negócios a melhor opção em qualificação do mercado. Elaborado por uma equipe pedagógica competente, esse curso integra uma seleção dos melhores cursos online com certificado na área de Administração e Negócios.

Dicas rápidas para não errar no plano de negócio:

  • O plano de negócio deve ser elaborado em etapas, cada uma correspondendo a uma 'seção', são elas:
  1. Sumário executivo
  2. Análise de mercado
  3. Plano de marketing
  4. Plano operacional
  5. Plano financeiro
  • Por que alguns planos de negocios falham? O plano de negócio deve ser realizado com base em informações concretas e muita pesquisa, sendo a falta disso o principal motivo das falhas. Também, a ansiedade para iniciar o negócio, com isso deixar de analisar as falhas corretamente, costuma ser um fator decisivo no sucesso do plano.

Mas ao fazer a sua inscrição no portal, você ganha acesso a muitas outras opções em capacitação. Você investe R$ 69,90 na assinatura do Pacote Master, que conta com mais de 1.200 cursos online em várias outras áreas, como Recursos Humanos e Psicologia; Informática, Comunicação e Marketing; Formação Profissional e Coaching; Saúde e Bem-estar; Direito e Habilidades etc.

Todos os nossos cursos têm certificação opcional, que pode ser utilizada para pontos em provas de títulos - caso conste em edital - progressão de carreira e comprovar créditos em atividades complementares de cursos de graduação e técnicos. 

Expressões e conceitos que você talvez não saiba:

  • O que é visão estratégica de uma empresa? A visão estratégica de uma empresa consiste no estabelecimento de metas em longo prazo e as formas (estratégias) para atingir esses objetivos, normalmente abrange preço, marketing, tecnologia e produto/serviços.
  • O que é estratégia no mundo dos negócios? A estratégia no mundo dos negócios é o pilar do crescimento e sucesso de todo empreendimento, pois é através dela que se constrói o percurso a ser feito pela empresa e se consegue conquistar o mercado e ultrapassar a concorrência. Há diversos tipos e áreas de atuação da estratégia, podendo vê-la com maior ênfase no marketing.
  • O que é uma estratégia no nível de negócios? A estratégia no nível de negócio é utilizar a base ou pilar dos valores da empresa e reforçar diferenciais de forma diferente para reconquistar e ratificar o seu diferencial competitivo já existente que perdera força.

Não perca mais tempo, faça a sua inscrição no portal e comece seus estudos hoje mesmo. Compartilhe nosso artigo com seus contatos e nos conte suas impressões sobre os temas tratados. Bons estudos e até a próxima!