Sempre que um negócio é iniciado, muitos sentimentos vêm à tona. É uma mistura de alegria, satisfação, preocupação e até ansiedade.

Ter essa mistura de sentimentos é uma coisa natural, pois a incerteza será a companheira de muitos empreendedores durante a sua caminhada.

Essa incerteza resulta de muitos fatores, como a presença de uma economia frágil, a burocracia que ainda é presente no país e as crises, que vez ou outra, são companheiras de todos os brasileiros.

Apesar dessa lista de fatores externos, a falência de empresa está relacionada muito mais a fatores internos de administração. Ignorar estratégias de gestão, por exemplo é um dos principais motivos que levam empresas a fecharem suas portas.

Se você chegou até esse texto, tenho a certeza que está em busca de entender mais sobre como esse fenômeno chamado “falência” surge e o que podemos fazer para que o empreendedor possa contorná-lo.

Falência de empresa: quais os principais fatores que fazem uma empresa fechar as portas?

Antes de avançarmos, é importante mencionar que os fatores que levam uma empresa a falência são vários. Esses fatores podem ainda variar se colocarmos em análise a complexidade do negócio, o tipo, mercado ou tamanho da empresa.

Neste artigo vamos explicar os quatro fatores que estão presentes em quase todas as situações e como fazer para contorná-los.

1. Não conhecer o público-alvo

Você pode até ter um ótimo produto, mas se não souber como conversar com o seu público-alvo e entender as suas necessidades, não vai conseguir ir muito longe. E pior, se o seu concorrente fizer o que você não está fazendo, ai que o jogo fica ainda mais difícil, de modo que você pode ir a falência.

Conhecer o público-alvo é entender o que ele gosta, quais os seus maiores problemas, quais as suas afinidades, quando que ele costuma comprar mais, dentre outros fatores.

Ter em mãos essas métricas vai te ajudar a ter uma estratégia eficiente, a economizar e vai crescer o seu nome no mercado, além de ser algo indispensável em casos de nichos de grande concorrência.

Para se aprofundar, leia o artigo o que é público-alvo?, nele vamos explicar com detalhes a importância desse elemento para a construção de uma empresa de sucesso!

2. Esquecer os aspectos legais

Quando falamos de aspectos legais, estamos nos referindo a fato de que toda empresa precisa estar em conformidade com a lei. Para alguns, essa é a parte burocrática… entretanto, ignorá-la pode ser um verdadeiro tiro no pé do empreendedor.

Quando falamos de aspectos legais, não estamos nos referindo apenas à questão de tributos (ponto que será esclarecido a seguir), mas ao fato de que toda empresa precisa atuar em conformidade com a lei.

Por isso é preciso se aprofundar em assuntos-chave, um deles é o compliance.

Quando a empresa está em compliance, diz-se que ela atua em conformidade com leis, decretos, regimentos e normas internas. Por consequência, ela terá uma imagem positiva no mercado, não terá complicações penais e vai economizar muito com multas, juros e burocracia.

Caso você se interesse no assunto, temos um curso de compliance completo que vai explicar com detalhes o tema.

3. Ignorar o regime e o planejamento tributário

Impostos nem sempre são bem-vistos pelos empreendedores. Alguns até consideram os tributos como um peso para o “progresso da sociedade”.

Apesar das opiniões diversas, o certo é que eles estão ai e não podem ser ignorados, principalmente pelo empreendedor.

Esquecer do planejamento tributário é esquecer de adequar a empresa ao regime fiscal que o governo coloca à disposição e isso pode ocasionar prejuízos à sua estratégia.

A melhor forma de entender sobre tributos e adequar um regime tributário para a sua empresa, é criar e seguir um planejamento tributário.

Com o planejamento tributário, a empresa é capaz de gerir de melhor forma seus tributos e estudar maneiras de reduzir, legalmente, a carga tributária incidente sobre suas atividades, resultando em mais benefícios e, consequentemente, mais lucro.

Agora, caso a empresa esqueça de realizar esse planejamento e não entenda bem onde e como gerir sua carga tributária, prejuízos poderão resultar dessa sua conduta, como a aplicação de multas, juros e a inclusão do nome da empresa na dívida ativa, seja da união, dos estados ou dos municípios (além de outras situações consideradas crimes!).

Quantos impostos existem no Brasil?

Os impostos são divididos em federais, estaduais e municipais. Atualmente (2020), os impostos federais são seis, os estaduais são três e os municipais também três, totalizando doze impostos, isso sem falar em taxas, contribuições e outras espécies de tributos.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

4. Problemas financeiros

Um dos grandes motivos, se não o maior deles, para que uma empresa feche as portas e encerre suas atividades são os problemas financeiros.

Alguns empreendedores não entendem que os recursos da empresa são limitados. Outros, porém, pecam ao confundir o dinheiro da empresa com o seu dinheiro, gastando tudo que ganham com a venda dos produtos ou serviços sem repor o necessário para a sua sobrevivência.

Alguns até sabem administrar e separar bem o dinheiro da empresa, mas não conseguem levantar dinheiro suficiente para ter um saldo positivo no final do mês.

Além disso, se o empreendedor deixa de lado aspectos importantes, como a gestão tributária, uma hora ou outra terá que pagar multas ao fisco, fato que também poderá resultar na falência do empreendimento.

Possuir conhecimentos em gestão financeira e desenvolver as habilidades necessárias para gerenciar um negócio é algo indispensável para um bom gestor, por isso, é fundamental que o mesmo estude o assunto ou tenha em sua equipe alguém que entenda de gestão para que a empresa não enfrente dificuldades do tipo.

Cursos online com certificado são excelentes fontes de informação. Eles auxiliam e ensinam os empreendedores e interessados no entendimento de alguns assuntos que você tenha interesse de aprender ou que tenha mais deficiência.

O Curso Online Gestão Tributária por exemplo, é um excelente curso que está à sua disposição para que você aprenda todos os detalhes sobre os tributos que possam incidir nas mais diferentes atividades.

Outros cursos online sobre gestão, também estão disponíveis no portal e para ter acesso a todos eles, é só se inscrever na plataforma e aproveitar todo esse incrível material.

O que você achou do assunto? Tem dúvidas a respeito ou quer complementar o que foi apresentado? Então deixe um comentário na caixa abaixo e não esqueça de compartilhar este artigo com amigos e familiares, ok? Até a próxima!