Home / Blog / Dicas / Estudar menos mas com qualidade pode ajudar seu filho
Criança Estudando Dicas

Estudar menos mas com qualidade pode ajudar seu filho

  • Por: Parceiros
  • 10/02/2021

Com a vida cada vez mais corrida e tantos pais e mães tentando suprir grandes jornadas de trabalho, fora o trabalho de casa, sobra menos tempo para se dedicar aos estudos dos filhos. 

Mas será que nesse caso o tempo é igual à qualidade? Nem sempre mais tempo dedicado aos filhos significa tempo de qualidade. 

De fato, é importante citar que a família representa um papel essencial no desenvolvimento dos filhos. Afinal, o apoio e a estabilidade vindos da família têm impacto na construção da personalidade infantil. 

Com a pandemia e a necessidade do isolamento social, aliado ao fato das escolas optarem pelo ensino remoto, essa é uma boa oportunidade de criar uma rotina e assim, melhorar o aproveitamento nos estudos. 

Parece uma missão impossível? Não é! Confira algumas dicas de como estudar menos, mas com qualidade pode ajudar seu filho. 

Como ajudar seu filho a estudar em casa

Existem algumas ações que podem ser feitas para ajudar seu filho a ter bom proveito do estudo. 

É importante citar que muitas horas dedicadas ao estudo, porém sem orientação e foco podem não gerar os resultados esperados. 

Assim, siga essas ações para melhorar o estudo do seu filho: 

1. Reserve um local adequado 

Ter um cantinho reservado, sem distrações, pode ser ideal para que seu filho dedique o tempo necessário aos estudos. 

Ou seja, com esse local adequado, pode ser possível reservar menos tempo aos estudos e ter resultados positivos. 

Dessa forma, é importante ter um local sem distrações, no qual seu filho pode se dedicar totalmente aos estudos e não desviar a atenção para a televisão, por exemplo. 

Outra dica é evitar locais de grande movimentação, tais como a cozinha ou a sala de estar, uma vez que esses ambientes costumam ter mais pessoas ou servir de passagem para outros ambientes. 

Separando um local adequado, você já demonstra a seu filho que os estudos são importantes e que há espaço reservado na casa para isso. 

2. Estabeleça horários 

Crie um cronograma junto com seu filho (a). Lembre-se de considerar que crianças mais novas costumam ter concentração por menos tempo do que adolescentes, por exemplo. 

Converse sobre qual será o melhor horário, se no período de manhã ou de tarde. 

3. Retire as distrações 

Não é nenhum segredo que as crianças hoje em dia adoram eletrônicos, como celulares, tablets e videogames. 

Mas, por outro lado, os eletrônicos, sobretudo computadores e notebooks, também são essenciais para o estudo em época de pandemia. 

Assim, é importante prestar atenção em relação às distrações. De fato, retirar o computador não é uma boa ideia, mas ficar de olho se o equipamento está mesmo sendo utilizado para estudos e não para acesso a redes sociais e jogos. 

4. Converse e participe 

Tenha um papel ativo na educação do seu filho (a). Ou seja, converse sobre o que ele está aprendendo no momento, quais as dificuldades em cada matéria. 

Tenha empatia. Se, para você, uma matéria era mais fácil, talvez não seja para seu filho (a). 

5. Conte com o apoio da tecnologia 

Sabendo quais são as dificuldades do seu filho (a), por que não contar com a ajuda da tecnologia? 

Existem muitos canais do Youtube que podem ajudar na explicação de temas ou matérias que seu filho (a) pode estar com dificuldade. 

Além disso, há podcasts e sites, com explicações, exercícios e dicas, os quais podem ajudar consideravelmente o aluno em algum momento do estudo. 

6. Apoio pedagógico 

Você sabia que existem brinquedos educativos, que podem auxiliar crianças mais novas no aprendizado de temas? 

Sim, loja de brinquedos educativos têm excelentes opções de brinquedos que podem ajudar tanto na alfabetização, quanto no estudo de matemática e outros temas associados. 

Caso você não possa investir em brinquedos específicos, até um simples playmobil pode ajudar quando o assunto é aprender. Para crianças menores, o fato de ter um boneco auxiliando na explicação dos assuntos chama atenção e pode te ajudar nesse momento. 

Estudar menos mas com qualidade: entenda porque funciona 

Agora que você já viu que existem formas que podem ser muito úteis para ajudar seu filho (a) nos estudos, saiba que você não precisa ter dor de consciência se você não possui muito tempo disponível para se dedicar ao seu filho. 

Atualmente, é bem comum que pais e mães tenham cada dia menos tempo. Mas, existe algo muito importante a ser dito: nem sempre mais tempo significa algo bom. 

Se você seguir essas dicas, entenderá que menos tempo mas com mais qualidade pode resultar em resultados superiores em resultados ligados ao estudo. 

1. Foco é essencial 

Quando você tem foco, perceberá que perderá menos tempo com distrações e mais tempo no que precisa ser resolvido ou tratado. 

Portanto, se você tem uma hora ou até menos para se dedicar aos estudos com seu filho, aproveite esse tempo devidamente focado. 

Não desperdice esse tempo tentando se dividir entre os estudos do seu filho (a) e seu celular, respondendo coisas do trabalho ou ficando em redes sociais. Tenha foco: a hora de se dedicar ao seu filho (a), é o momento dele e de mais nada! 

2. Não pressione 

Muitas vezes, seu filho (a) já se pressiona bastante e esse é um momento da vida que pressão não ajuda. Afinal, com a pandemia tudo mudou e a realidade que ele tinha antes, não é mais a mesma. 

Muitas vezes, pais e mães acreditam que se pressionarem bastante seus filhos, eles se dedicarão mais aos estudos, mas isso pode ter o efeito oposto. 

Em um momento de pandemia, é importante respeitar as dificuldades que seu filho (a) pode apresentar, sobretudo psicológica. Afinal, ele está longe dos amigos, longe dos professores e longe do ambiente físico da escola. 

Além disso, nem sempre o estudo a distância funciona igual para todo mundo. Às vezes, seu filho iria melhor com ensino presencial. 

Portanto, não pressionar e respeitar essas particularidades pode ajudar seu filho (a) nesse momento mais difícil. 

3. Expectativas adequadas 

Essa é em especial para os adolescentes. Muitos adolescentes, de fato, reclamam que seus pais possuem expectativas exageradas em relação a eles. 

Com isso, fica difícil do adolescente se situar, sobre o que quer exatamente da vida. 

Entenda que seu filho (a) pode não gostar exatamente das mesmas coisas que você e talvez queira uma carreira diferente. 

Nem todas as pessoas gostam ou querem uma carreira das profissões tradicionais e muitos pais têm dificuldade de aceitar isso, uma vez que as expectativas em relação aos seus filhos não são adequadas ao que eles realmente são. 

Talvez as profissões modernas da atualidade, ligadas à programação, por exemplo, chamam atenção dele. E para isso, a formação torna-se diferente também. 

Assim, procure não despejar uma expectativa enorme em cima dos seus filhos e lhes dê atenção e carinho. Oriente-os para buscar profissões que os manterão, mas que também tragam satisfação. E por último, confie que eles farão boas escolhas!

Artigos que podem te interessar:

Artigos em Destaque