As recentes disputas políticas fizeram com que a Ditadura Militar no Brasil se tornasse um tema bastante frequente nos debates atuais. Isso tem gerado algumas dúvidas sobre esse período histórico, e o que de fato ocorreu. 

No artigo de hoje vamos esclarecer alguns dos pontos mais importantes desse período, para você ficar completamente por dentro do assunto. Continue a leitura.

Ditadura Militar no Brasil

Marcha da família com Deus pela liberdade

A marcha da família com Deus pela liberdade foi um evento histórico marcante e fundamental para que ocorresse uma ditadura no Brasil. 

O nome é dado a série de protestos feitos por grupos conservadores da população que temiam uma ameaça comunista e pediam a renúncia ou afastamento de João Goulart da presidência. 

Quando Goulart foi deposto pelos militares, a população voltou às ruas em um ato de comemoração, movimento conhecido como Marcha da Vitória.

Devido a grande participação da população nos eventos que levaram o golpe militar, muitos historiadores acreditam que a melhor forma de nomear esse período histórico de Ditadura Civil Militar.

Como foi o período da Ditadura Militar no Brasil

O período da Ditadura Militar no Brasil foi bastante conflituoso. Porém, devido a censura e ao grande esforço das forças armadas em abafar as disputas políticas, é muito comum que pessoas que viveram nesse período recordem de poucas experiências traumáticas. 

Um dos exemplos é o famoso milagre econômico, característico na Ditadura Militar, devido à forte movimentação econômica global, principalmente com o aumento da procura por petróleo. Porém, embora a inflação tenha baixado nesse período, os altos índices de corrupção fez com que a concentração de renda aumentasse na mão de poucos, ampliando, anos depois, a desigualdade social. 

A luta armada também é um ponto controverso. Embora houvesse muita brutalidade, envolvendo casos de tortura e conflitos armados, poucas pessoas se lembram desses acontecimentos. 

Isso se deve por dois motivos: o primeiro é a censura, que não permitia a divulgação de tais acontecimentos em jornais. Dessa forma, não havia circulação da informação. 

O segundo motivo se caracteriza pela noção equivocada que o senso comum possui dos rebeldes de guerrilha. Havia muita disputa sobre os ideais comunistas de cada grupo, de forma com que a esquerda na época da ditadura fosse bastante fragmentada. Além disso, os grupos que lutavam contra a ditadura eram extremamente pequenos, dificilmente reuniam mais de 30 membros e 50 a 100 simpatizantes.

Ditadura militar ou regime militar?

Em termos práticos, os dois termos são comumente usados como sinônimos. Entretanto, alguns estudiosos de ciência política acreditam que o termo regime não oferece a mesma exatidão teórica para caracterizar os eventos de 1964 como a palavra ditadura, sendo, então, o termo ditadura militar mais utilizado.

Existem algumas teses que buscam esclarecer melhor esse tema. Você também pode aprender mais sobre com os cursos online disponíveis no Educamundo!

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Fim da Ditadura Militar

O fim da Ditadura Militar no Brasil aconteceu de forma gradual, através de um processo lento de redemocratização, que durou anos, até a primeira eleição direta, que elegeu Tancredo Neves presidente.

E então, gostou do artigo? Você pode aprender mais sobre o assunto com os cursos online com certificado do Educamundo.

Por apenas R$ 69,90, você tem acesso não só ao Curso Online História do Brasil, mas a mais de 1200 cursos online disponíveis no Pacote Master por 12 meses. 

Não perca essa oportunidade de ouro! Matricule-se hoje mesmo e comece a estudar!