Apesar da depressão ainda não receber a devida atenção, já foi comprovado que ela é de fato uma doença e que a falta de tratamento pode trazer muitas consequências. Assim como os seres humanos, os cães também estão propensos a desenvolverem um quadro de depressão, a chamada depressão canina.

Existem algumas situações que podem dar origem ou agravar esse quadro, isso porque, os cães também são emotivos, portanto estão suscetíveis a desenvolverem a depressão. Vamos saber mais a respeito disso?

Saiba tudo sobre depressão canina

Sintomas de depressão em cachorros

Para lidar com a depressão canina é muito importante que o tratamento adequado seja aplicado. Acontece que muitas pessoas encontram dificuldades em identificar os sintomas de depressão em cachorros, pois geralmente os donos tendem a achar que seus cães são apenas calmos.

Porém, apesar de serem menos agitados e brincalhões, os cães que são mais calmos também gostam de brincar. Quando essa vontade desaparece completamente algo está errado. Além disso, muitos apresentam perda de apetite ou tristeza profunda, isso também é um sinal negativo.

Abaixo, separamos os principais sintomas de depressão canina, se o cão apresentar alguns deles não confunda isso com o jeito “calmo” do animal, leve-o ao veterinário para o diagnóstico correto.

  • Isolamento;

  • Cachorro apático;

  • Cachorro não quer comer;

  • Cachorro não quer brincar;

  • Tristeza profunda;

  • Não aceita o toque;

  • Mudança brusca de comportamento;

  • Perda de apetite;

  • Morder as patas e o rabo;

  • Lamber muito nariz, se coçar frequentemente ou bocejar demais;

  • Choro constante.

O que pode causar a depressão canina?

Existem várias situações que podem desencadear um quadro depressão canina. Confira algumas delas.

  • Mudança na rotina;

  • Mudança de ambiente;

  • Morte de um membro da família;

  • Chegada de um novo membro na casa (outro animal ou um bebe, por exemplo);

  • Período de doença que afetou os hábitos e a rotina do cão;

  • Perda da liberdade;

  • Sentimento de solidão;

  • Sentimento de abandono;

  • Perdeu seu brinquedo favorito;

  • Pouca ou nenhuma atenção;

  • Falta de brincadeiras;

  • Tédio;

  • Problemas de saúde.

Cachorro não quer comer: o que fazer se o cão apresentar esse e outros sintomas da depressão canina?

Como podemos perceber, existem várias causas que podem ser a origem da depressão nos cães. Mas, para ter certeza de que o animal realmente está doente é importante leva-lo até uma clínica veterinária para o diagnóstico. A depressão canina se tornou há algum tempo uma área na medicina veterinária, portanto existem veterinários especializados em comportamento animal.

Na maioria dos casos, após o diagnóstico, feito a partir de uma analise de todo o contexto em que o cão está inserido, é possível descobrir a origem da depressão. Porém, em algumas situações é mais difícil identificar essa causa, sendo necessário recorrer à terapia que acontece por meio da observação.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Como alegrar um cachorro triste

Depois de buscar ajuda especializada, se for confirmado que o cão realmente está com depressão, você deve tomar algumas medidas. A melhor forma de combater a depressão canina e deixar um cachorro triste mais alegre é dar atenção a ele, brincando bastante e passando mais tempo com o animal.

Levar o cachorro para passear também pode ajudar, pois eles são sociais, adoram sair e encontrar pessoas e outros cães. Além disso, passear diminui o estresse e faz com que eles gastem bastante energia, aliviando o tédio e melhorando o humor.

Depressão canina: como curar

Passar mais tempo com seu cachorro e levá-lo para brincar colabora bastante para curar a depressão do animal. Entretanto, muitas vezes a depressão canina tem raízes mais profundas, nesse caso o veterinário pode optar por ministrar doses de algum remédio, como antidepressivos ou florais.

A depressão canina é um assunto muito complexo e amplo, para entender mais sobre ele recomendamos o Curso Online Psicologia Canina. O curso permite um estudo mais aprofundado das emoções e do comprotamento dos cães.

Invista apenas R$69,90 por ano e tenha acesso a esse e todos os mais de 1.200 cursos online do Paconte Master. Faça agora mesmo a sua inscrição no Educamundo e estude em um portal que é referência em cursos online com certificado