Desde 2005, quando a Lei do Jovem Aprendiz foi vigorada, milhares de jovens e adolescentes entre 14 e 24 anos que frequentam a escola puderam ter a oportunidade de aumentar seu conhecimento e experiência profissional.

E por ser um programa muito benéfico a longo prazo, o número de jovens incluídos no programa aumentou de maneira espontânea. Apenas no estado de Santa Catarina, o número cresceu em 12,1% de 2016 para 2017.

Por meio do programa, os jovens podem ter mais facilidade em conseguir seu primeiro emprego.

Além disso, as funções exercidas no cargo de jovem aprendiz são dadas por meio de treinamentos e cursos diversos, para que os mesmos sejam capacitados e tenham mais facilidade a encontrar a sua profissão.

Já vimos que há uma série de benefícios quando se trata da inserção do programa na vida do jovem profissional. Mas e para a empresa? Quais são os seus benefícios? Se você quer saber mais sobre isso, então não deixe de ler o nosso conteúdo! Vamos lá?

Vantagens fiscais

Independente da área de atuação da empresa, seja um comércio, escritório de advocacia ou uma indústria de etiqueta de segurança, entre outros, é necessário realizar o recolhimento de 2% sobre a remuneração paga ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o jovem aprendiz.

Esse pagamento do FGTS é baseado na quantidade de horas trabalhadas, que neste tipo de contratação é de apenas 6%. Isso significa que a empresa também pode ter um custo mais reduzido, e ao mesmo tempo, contar com a ajuda de um jovem profissional.

Dispensa de aviso prévio remunerado

Outro incentivo para que as empresas tenham um modelo de contratação mais simplificada para contratar os jovens profissionais é que, quando o contrato de aprendizagem chega ao fim ou é cancelado, há a dispensa de aviso prévio remunerado.

Além disso, a empresa também fica isenta de qualquer multa rescisória em caso de demissão.

Ou seja, se sua empresa atua com a fabricação de molde de injeção plástica, por exemplo, e passa pelo processo de corte de custos devido a fatores externos negativos, a empresa não precisará de custos adicionais, assim como o jovem também não será prejudicado por ter um contrato de trabalho mais flexível e informal com a empresa.

Contrato por prazo determinado

Outra vantagem do programa do Jovem Aprendiz é que a empresa e o jovem profissional podem programar um contato determinado e realizar todas as atividades com o máximo de planejamento.

Além do profissional ser bem capacitado e adquirir conhecimento e experiência, a empresa também pode solucionar as suas necessidades naquele período. Por fim, quando chega ao fim do contrato de trabalho, a organização também está isenta por multas adicionais.

Aumenta os princípios e cultura organizacional da empresa

Por fim, a contratação de um jovem profissional demonstra não apenas a grande responsabilidade social da empresa, uma vez que mostra preocupação por capacitar e ocupar os jovens que não tem outra opção para entrar no mercado de trabalho.

Mas também é uma oportunidade para que a empresa solidifique e torne mais conhecido os seus princípios e valores, proporcionando um modelo de contratação diversificado e garantindo a boa experiência profissional dos jovens aprendizes.

Por isso, se sua empresa com placa de circuito impresso dupla face, por exemplo, e ainda realiza a expansão desse tipo de contratação, não estará apenas abrindo as portas para um novo profissional capacitado, mas também está alavancando a imagem da empresa de maneira responsável e positiva!

Agora que você já conhece quais são as principais vantagens de contratar um jovem aprendiz em sua empresa, o que está esperando para tornar isso realidade e se destacar diante do mercado com jovens capacitados? Gostou do post?

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.