Home / Blog / Direito / 10 dicas de como estudar direito para concursos
Como estudar Direito para concursos Direito

10 dicas de como estudar direito para concursos

  • Por: Antônio Roberto (conteudista)
  • 05/09/2021

Para quem faz ou sonha fazer direito, um dos grandes objetivos do estudante é conseguir passar em um concurso público devido aos grandes benefícios que esses certames oferecem aos profissionais

Se você faz parte desse time, é provável que já tenha se perguntado como estudar direito para concurso, devido a grande quantidade de conteúdo que tem disponível, não é mesmo?

Para ajudar com isso, nós preparamos esse guia completo com dicas ricas para a sua preparação.

Como estudar Direito para concursos?

Para estudar direito para concurso, você precisa se organizar e seguir dicas que realmente funcionam.

E aqui estão elas.

Dica 1: organização 

A primeira coisa que você precisa para começar a estudar para concurso é de organização. 

Mas como se organizar em meio a tanto conteúdo? 

É simples: entenda a sua realidade. 

Quanto tempo você tem para estudar? Quais os seus horários disponíveis?

A partir disso, você deve separar os conteúdos por tempo. 

Utilize cronogramas na parede, agendas ou até mesmo aplicativos no celular, a ideia é usar algo que funcione para você, não há receita pronta. Por isso, faça testes das ferramentas que você tem disponível e escolha aquela que você mais se adaptar. 

Dica 2: leia e releia o edital que deseja concorrer 

Essa dica parece um pouco óbvia, mas muitas pessoas esquecem de dar a devida atenção ao edital do concurso que quer prestar, um erro que pode comprometer e muito o seu desempenho no processo seletivo. 

Por isso, leia e releia o edital, veja quais são os temas com maior peso e dê mais atenção a eles, veja detalhadamente quais são os conteúdos programáticos e siga a dica 1. 

Dica 3: foco no direito, mas não só nele 

Outro erro muito comum é dar um grande enfoque nos conteúdos jurídicos e esquecer os demais. Pense que de nada adianta você tirar 10 na parte de legislação e zerar informática ou português. 

Por isso, insira no seu cronograma de estudo os outros conteúdos. Você pode, por exemplo, estudar outro conteúdo após ter ficado cansado de estudar uma lei. 

Dica 4: use técnicas de estudo 

Muitas vezes, estudar é cansativo e desgastante, por isso, vale a pena conferir técnicas de estudo, mas não desista se a primeira que você tentou não funcionar para você, vá testando no seu tempo e de acordo com a sua realidade encontre a que mais funciona. 

A técnica do pomodoro é uma das mais populares, nela, você cria uma rotina de estudos e descanso contadas no relógio, geralmente de 25 minutos de estudos para cada 5 de descanso. 

Dica 5: crie um ambiente de estudo 

Pode parecer bobagem, mas ter um espaço destinado exclusivamente para estudar faz toda diferença. 

Se tiver espaço, crie um cômodo só para estudar e se não possui, vale apostar em uma mesa de estudos em algum ambiente. O ideal é manter o ambiente organizado e de preferência livre de distrações. 

Dica 6: mantenha-se longe as distrações 

Outra dica que pode parecer um tanto quanto óbvia é manter-se longe das distrações enquanto você estuda, principalmente do celular. 

Você pode, por exemplo, estabelecer como uma recompensa o uso do celular, mas só depois de estudar e por um tempo previamente limitado. 

Outra dica, é manter tudo que você precisa perto de você, então antes de começar, separe os livros, canetas, papéis, água e esqueça as distrações. 

Dica 7: utilize as ferramentas disponíveis 

Uma das maiores vantagens da internet é que você pode encontrar com facilidade quaisquer materiais para estudo, mas isso pode ajudar ou atrapalhar.

Por isso selecione materiais de fontes confiáveis, veja vídeos de quem já passou por essa rotina e pense sobre fazer cursos online que versam sobre a sua área de interesse para concurso. 

Dica 8: faça exercícios 

Falamos muito sobre como estudar a teoria, mas uma das formas mais efetivas de você conseguir saber se está realmente aprendendo é praticando. Por isso, faça exercícios, provas antigas e simulados. 

Dica 9: não esqueça das matérias básicas para concurso

Além das dicas acima, você não pode deixar de estudar as matérias básicas para concurso. Isso porque, certamente a sua avaliação exigirá conhecimento nessas disciplinas, apesar da exigência variar a depender do cargo, da área e da carreira pretendida:

  • Português; 

  • Gramática; 

  • Matemática Básica; 

  • Matemática Financeira; 

  • Contabilidade; 

  • Estatística; 

  • Economia; 

  • Raciocínio lógico; 

  • Inglês e 

  • Informática.

É importante se atentar ao edital do certame, pois é lá que você vai identificar os conteúdos que serão cobrados. 

Dica 10: avalie o nível do concurso

Por fim, não menos importante, é fundamental analisar o nível do concurso. 

Geralmente os concursos destinados à escolaridade básica tendem a cobrar menos conteúdo, enquanto que os destinados à escolaridade superior (como aqueles que exigem graduação em direito, por exemplo) tendem a cobrar mais conteúdo. 

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:




Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Por onde começar a estudar para concurso?

Agora que você conheceu as melhores dicas de como começar a estudar para concurso, é comum que você esteja se perguntando por onde começar. 

Não existe uma receita pronta, por isso, a recomendação da maioria dos profissionais da educação é apenas começar. 

Aos poucos, você perceberá o que funciona na sua realidade e também, vai criando suas próprias dicas. 

Outro aspecto importante é ter persistência, não desista na primeira semana e faça dos estudos um hábito. 

Fazer uma faculdade e estudar Direito é uma opção

Em alguns casos, quem não tem a graduação pode desejar fazer um curso superior em direito. O curso tem duração de 5 anos e está disponível tanto em instituições de ensino superior particulares quanto públicas. 

O primeiro passo depois de decidir estudar direito, é listar as instituições próximas, assim como suas vantagens e desvantagens. 

Para quem não quer fazer faculdade, mas quer estudar direito, a dica é ver vídeos-aulas de professores ensinando os temas que vão cair na sua prova, isso porque existem conteúdos doutrinários que merecem uma atenção especial e que não são abrangidos apenas com a leitura da lei seca. 

Aprofunde-se com os cursos de direito do Educamundo

Agora que você já anotou todas as dicas, que tal estudar para o seu concurso por cursos online e no final ainda se certificar?

Aqui no Educamundo, você investe apenas R$ 69,90 ao ano e tem acesso completo a todos os mais de 1200 cursos online com certificado opcional do Pacote Master.

São cursos em mais de 20 áreas do conhecimento humano, inclusive do Direito com uma infinidade de conteúdo à sua disposição para estudar onde e quando quiser. 

Matricule-se agora mesmo e aproveite para aprender mais e se qualificar.

E se gostou do artigo, não esqueça de compartilhar com amigos e familiares!

Até a próxima.

Artigos que podem te interessar:

Artigos em Destaque