A escola integral é uma proposta de ampliação de espaços educativos para promover a melhoria da educação de nossas crianças e jovens.

Com incentivo do governo federal, que idealizou a proposta no Programa Mais Educação e liberou recursos para a implementação ou ampliação das ações, a promoção da educação em tempo integral ainda anda a passos lentos no Brasil.

Prova disso são os resultados do Censo Escolar 2018, que mostram um cenário pouco animador.

Para que a proposta realmente saia do papel, as escolas e a comunidade escolar devem unir forças para planejar e implementar o projeto. O Educamundo tem vários cursos online que ajudam com ideias para os educadores usarem nas atividades do contraturno.

Vamos saber mais sobre isso?

Os resultados do Censo Escolar 2018 sobre a educação integral

Antes de você saber os resultados, entenda alguns aspectos relacionados ao censo.

O que é Censo Escolar?

Censo Escolar é uma coleta de dados educacionais estatísticos, de alcance nacional, realizado todos os anos pelo Inep, para análise sobre os vários aspectos da educação no Brasil. As informações coletadas são referentes à educação básica.

Qual o objetivo do Censo Escolar?

O objetivo do Censo Escolar é obter um cenário fiel da educação no país: número de alunos matriculados na educação básica, infraestrutura das escolas, evasão escolar, rendimento dos alunos e funções dos professores, dentre outros.

O que diz o Censo Escolar sobre a educação integral em 2018?

Os resultados do Censo de 2018 mostram que houve menos alunos matriculados no período integral (7 horas) do quem em 2017.

A diferença é bastante significativa, pois, em 2017, o percentual de matriculados no ensino fundamental na rede pública, em tempo integral, foi de 16,3%, e, em 2018, esse percentual caiu para 10,9%.

Por outro lado, a adesão no ensino médio aumentou: foi registrado um percentual de 8,4% em 2017, e 10,3% em 2018.

O que é a política de educação integral e integrada?

Nesse cenário de educação e escola integral, há escolas que não aderiram ao Programa Mais Educação, do governo federal. Isso não significa que não tenham um projeto de escola em tempo integral.

Pelo contrário, têm e pode-se dizer que é um sucesso. Exemplo é o estado de Minas Gerais, que custeia a educação integral com recursos estaduais. Por meio de sua Política de Educação Básica Integral e Integrada, as perspectivas educacionais são ampliadas e os resultados são muito bons.

As matrículas de alunos em período integral aumentam a cada ano, desde que a política de educação integral e integrada foi implementada, em 2014.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Prepare-se para a educação do Brasil contemporâneo no Educamundo

Você, que é professor e que participa ou pretende participar de ações da escola integral, tem no Educamundo um aliado para se capacitar e desenvolver temas diversos com os alunos que ficam na escola no contraturno.

Ideias não faltam: você pode aprender Informática Educativa, Folclore Brasileiro, Cultura Indígena, Cultura Afro-brasileira, Como fazer vídeos para a internet e vários outros temas que podem ser trabalhados com os estudantes em seu período adicional na escola.

Para ter acesso a todos e ao Pacote Master com mais de 1.200 outras opções, você investe uma taxa única de R$ 69,90. Esse investimento lhe garante o acesso ao portal durante um ano inteiro e você pode fazer todos os cursos que quiser.

Faça a sua inscrição agora mesmo e descubra por que somos referência nacional em cursos online com certificado. Bons estudos!