Já faz algum tempo que as pessoas vem dando atenção a questões que envolvem genética, como a realização de teste de DNA, por exemplo. Porém, a biotecnologia ainda é um campo relativamente novo e que possui um grande potencial para impulsionar o progresso médico. 

Muito desse progresso provavelmente resultará em avanços na medicina personalizada. Essa nova forma de tratamento visa garantir que os pacientes recebam as terapias mais adequadas às suas condições específicas, características genéticas e outras características de saúde. 

Um bom exemplo a citar é a farmacogenômica, que é uma nova disciplina que busca determinar como o perfil genético de um paciente pode afetar suas respostas a medicamentos específicos. 

Neste caso, o objetivo é desenvolver testes que irão prever quais perfis genéticos de pacientes possuem maior probabilidade de serem beneficiados por um determinado medicamento. 

Mas o que realmente é a biotecnologia e qual a sua relação com o futuro das doenças?

Se você também possui as dúvidas acima, continue a leitura para esclarecê-las e saber mais sobre o assunto!

O que é Biotecnologia?

De forma resumida, como o próprio nome indica, a biotecnologia é uma tecnologia baseada na biologia - ela aproveita os processos celulares e biomoleculares para desenvolver tecnologias e produtos que ajudam a melhorar nossas vidas e a saúde do planeta. 

Temos utilizado os processos biológicos de microorganismos por mais de 6.000 anos para fazermos produtos alimentícios úteis, como queijo e pão, além da conservação de laticínios. 

O uso da biotecnologia na medicina está revolucionando o diagnóstico de doenças causadas por fatores genéticos. Exames podem detectar mudanças na sequência de DNA de genes associados ao risco de doença e prever a probabilidade de um paciente a desenvolvê-la. 

Embora essa mudança na área de saúde esteja em seus estágios iniciais, novos medicamentos, diagnósticos e tecnologias estão sendo desenvolvidos e podem ter grande potencial para melhorar a vida dos pacientes.

Como a Biotecnologia afetará o futuro da humanidade

Como citamos no início do post, a  farmacogenômica é uma solução que pode proporcionar muitos benefícios para a saúde e já mudou a forma como os ensaios clínicos são conduzidos: dados genéticos são coletados de forma rotineira para que os pesquisadores possam determinar se as diferentes respostas a um medicamento em teste podem ser explicadas por fatores genéticos. 

Mas a biotecnologia vai muito além disso. Com o diagnóstico precoce de doenças genéticas, também é possível começar um tratamento precoce. Alguns tratamentos emergentes relacionados à biotecnologia são:

Terapia gênica

Essa terapia envolve a inserção de genes nas células dos pacientes para substituir os genes defeituosos por novos genes que sejam funcionais. O campo ainda está em seus estágios experimentais, mas cresceu muito desde o primeiro ensaio clínico em 1990. 

Células-tronco

As células-tronco são células não especializadas que podem amadurecer em diferentes tipos de células funcionais. As células-tronco podem ser cultivadas em um laboratório e orientadas para o tipo de célula desejada e, em seguida, implantadas cirurgicamente nos pacientes. O objetivo é substituir o tecido que está doente pelo tecido novo e saudável. 

Nanomedicina

A nanomedicina tem o objetivo de manipular moléculas e estruturas em escala atômica. Um exemplo é o uso experimental de nanoconchas, ou lentes metálicas, que convertem luz infravermelha em energia térmica para destruir células cancerosas. 

Novos sistemas de liberação de medicamentos

Esses novos sistemas incluem partículas microscópicas chamadas de microesferas com orifícios grandes o suficiente para dispensar medicamentos aos seus alvos. As terapias com as microesferas estão disponíveis e sendo investigadas para o tratamentos de vários tipos de doenças, como o câncer, por exemplo.  
 

Conclusão sobre Biotecnologia e o futuro da humanidade 

O avanço da tecnologia na área da medicina é muito importante para o estudo e tratamento de doenças. A biotecnologia já está sendo aplicada com esse objetivo e, no futuro, a tendência é que realmente doenças sejam cada vez mais detectadas de forma prematura e serem tratadas. 

Por mais que seja um campo que ainda tem muito o que desenvolver, o estudo e as modificações genéticas são promissores e ainda terão muito o que acrescentar quando se trata de prevenção e tratamento de doenças hereditárias, como o câncer. 

A prática da medicina mudou drasticamente ao longo dos anos devido aos avanços pioneiros na pesquisa e inovação em biotecnologia; e milhões de pacientes em todo o mundo continuam a se beneficiar da terapêutica desenvolvida por empresas que estão descobrindo, desenvolvendo e entregando medicamentos inovadores para tratar doenças. 

À medida que as empresas continuam a desenvolver medicamentos que atendem a necessidades não atendidas, as inovações futuras na pesquisa em biotecnologia trarão novos avanços para ajudar milhões de pessoas em todo o mundo. 

Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo e que agora esteja mais claro como a biotecnologia é importante para o futuro da humanidade em relação a doenças.