Home / Blog / Dicas / 5 dicas para planejar a volta ao mercado de trabalho
Volta ao mercado de trabalho Dicas

5 dicas para planejar a volta ao mercado de trabalho

  • Por: Parceiros
  • 07/04/2021

Seja para se dedicar à maternidade, fazer um curso, realizar uma viagem ou para tratar um problema de saúde, são diversos os motivos que levam os profissionais a darem uma pausa na carreira para se dedicar a outra função. Independente do motivo do afastamento, é importante que você tenha um planejamento bem detalhado que contemple uma reserva financeira e um plano de ação diversificado, caso o retorno não ocorra da forma planejada ou leve mais tempo do que o imaginado.

Nesse último, segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o profissional leva, em média, 8 meses para retornar ao mercado de trabalho. Se por um lado esses dados assustam, por outro é possível encontrar diversos casos de pessoas que conseguiram retornar ao mercado de trabalho em tempo recorde.

O grande segredo desses profissionais que retornaram ao mercado com sucesso está nas ações e estratégias adotadas, e principalmente, no entendimento dos próximos passos da trajetória profissional. Se você já sabe exatamente aonde quer chegar e tem um plano de ação eficaz é possível conquistar a sua chance antes do que você imagina.

Se você está passando por esse momento e não sabe por onde começar, confira abaixo cinco dicas importantes para dar a volta por cima e retornar ao mercado de trabalho com tudo.

Atualização e especialização: busque novos conhecimentos

Essa dica deve ser vista praticamente como uma regra: ao ficar algum tempo fora do mercado de trabalho, é importante atualizar seus conhecimentos antes de buscar uma nova oportunidade. Dinâmico e altamente impulsionado pelos avanços tecnológicos, o mercado de trabalho se transforma quase que diariamente. Se quem está dentro do mercado já precisa se desdobrar para se manter atualizado, imagina quem passou algum tempo fora?

Nesse sentido, para voltar ao mercado de volta competitiva, é importante se atualizar sobre as principais mudanças e ações que ocorreram nesse período. Ao analisar o seu currículo, o recrutador perceberá que mesmo afastado, você não deixou de se atualizar.

Um dos caminhos mais escolhidos por profissionais que desejam retornar ao mercado ou até mesmo mudar de área, é a especialização. E tem uma boa notícia aqui: o mercado de trabalho tem uma grande demanda por especialistas. Por isso, a pós-graduação pode ser o caminho ideal para retornar ao mercado ou redirecionar a sua carreira pensando na área que você deseja trabalhar.

Para quem não tem tempo para aulas presenciais, a pós-graduação EAD é uma boa opção. Nessa modalidade, as aulas e atividades são realizadas de forma 100% online. Além de todo conhecimento e prática, o curso irá proporcionar uma importante rede de contatos na área desejada, que vão ampliar seus horizontes e abrir muitas portas. Mas tem um detalhe bem importante: certifique-se de avaliar criteriosamente e opte por cursos oferecidos por instituições de qualidade, reconhecidas pelo MEC.

Cuide da saúde mental

Se manter positivo e resiliente pode parecer algo simples, mas é fundamental durante esse período. De acordo com o SPC, 56% dos brasileiros que perderam o emprego acreditam estar com baixa autoestima e 45% se sentem envergonhados diante da família e dos amigos.

É necessário saber administrar as emoções que surgem nesse momento, e principalmente, ter uma válvula de escape para relaxar quando chegar perto do limite. Dedicar um momento para a sua saúde mental é fundamental para manter o equilíbrio emocional e conseguir administrar as oscilações da vida.

Ative a rede de contatos

Este é o primeiro passo para realizar o retorno ao mercado de trabalho com sucesso.  As pessoas com quem você já trabalhou, seja um colega de trabalho, clientes ou até mesmo antigos colegas de faculdade e professores são contatos que poderão te apresentar para pessoas estratégicas ou fazer a ponte para vagas que você nem sabia que existiam. Assim que decidir retomar, deixe que todos saibam que você deseja voltar ao mercado de trabalho. Uma dica aqui: manter o networking ativo é algo que deve ser feito constantemente, não somente em momentos de necessidade.

Explique o motivo da pausa

Esse é um ponto que costuma provocar certa insegurança ou até mesmo vergonha, mas que deve ser enfrentado de cabeça erguida. É importante que o recrutador veja que você está sendo totalmente transparente ao explicar o motivo da sua pausa. Mais do que contar sobre esse período, é importante que você consiga mostrar os aspectos positivos e os aprendizados conquistados durante a pausa. Para dar um gás extra na autoconfiança, lembre-se mentalmente de tudo o que já conquistou e faça uma lista das suas principais habilidades e diferenciais.

Assuma o controle do seu destino

Independente do motivo que levou a sua pausa, é necessário olhar para a frente e planejar a sua recolocação profissional. A atitude positiva é muito valorizada por recrutadores e empregadores. Na visão deles, a forma como você reagiu em determinada situação fala mais sobre o seu perfil profissional do que o próprio currículo. Venda o seu “peixe” e deixe claro o quanto você está disposto a assumir desafios e responsabilidades.

Agora você já sabe tudo o que precisa fazer para ser bem sucedido no retorno ao mercado de trabalho. E uma dica extra, a aprendizagem continuada é o caminho certo para conquistar o seu lugar ao sol no mercado. Dessa maneira você estará preparado para os desafios que surgirão no caminho e importantes passos na sua carreira e alcançar novos patamares.

Artigos que podem te interessar:

Artigos em Destaque