As crianças nem sempre falam sobre os medos e sentimento com os adultos. Seja por vergonha ou insegurança, muitas vezes elas acabam guardando-os para si. 

Isso acaba acontecendo, por exemplo, quando começam a manifestar sintomas e comportamentos de algum transtorno, por exemplo, o TOC. 

Conforme o TOC vai evoluindo e se tornando mais grave, o sentimento de inadequação aumenta - assim como os aspectos comportamentais. Até que chega uma hora em que elas não conseguem mais esconder dos pais.

Nesse momento, o apoio dos pais e educadores é fundamental, bem como o tratamento adequado com médicos e terapeutas.

Entenda o TOC infantil

O TOC infantil é uma condição marcada pela presença de pensamentos indesejados como medo de contaminação ou morte de um ente querido (obsessões). Para aliviar as obsessões as crianças passam a se sentir ansiosas e desencadeiam manias ou rituais como lavar as mãos ou repetir orações e frases (compulsões).

Diagnóstico do TOC

O diagnóstico do TOC deve ser feito apenas por profissionais da área da saúde. Inicialmente, a criança pode passar tanto com o psicólogo infantil quanto com o psiquiatra. 

O tratamento, no entanto, envolve uma combinação de tratamentos aplicados por ambos os profissionais. A terapia deve ser feita com o psicólogo e a ministração de fármacos é feita pelo psiquiatra.

Como tratar o TOC

O tratamento do TOC infantil envolve o uso de medicamentos classificados como ISRSs (inibidores seletivos da recaptação de serotonina) e terapia, sendo que o tipo mais comum é a terapia cognitivo-comportamental. 

Tratamentos para transtorno obsessivo compulsivo: tipos de terapias mais eficazes

Além da terapia cognitivo-comportamental um tratamento onde as crianças aprendem que fazer rituais mantém o TOC forte, e que não fazê-los ajuda a enfraquecer o transtorno. 

Bem como que existem maneiras de enfrentar e lidar com seus medos e resistir a execução repetidas de ações rituais. Há ainda outras formas de terapias que ajudam os pequenos no processo de tratamento.

Confira abaixo algumas terapias eficazes:

ERP: terapia de exposição no transtorno obsessivo compulsivo infantil

Na terapia de ERP a criança é colocada em situações em que é, gradualmente, exposta aos gatilhos de suas obsessões.  É pedido a ela que não execute as compulsões que normalmente aliviam sua ansiedade e angústia. 

É importante ressaltar que a exposição só deve ser feita por um profissional qualificado. Existem técnicas para aplicá-la e o terapeuta sabe o tempo correto de expor a criança a cada obsessão. 

Se for feita da maneira correta e por um especialista, a terapia de exposição ajuda a criança com TOC infantil a perceber que nada de ruim acontece quando ela deixa de executar os rituais compulsivos.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

IE: exposição imaginária para o transtorno obsessivo compulsivo

Caso o psicólogo perceba que a criança é resistente a encarar seus medos no mundo real, pode iniciar o tratamento com a exposição imaginária. 

Técnicas como a visualização pode ser uma maneira útil de diminuir a ansiedade e elevar a criança ao próximo nível do tratamento, no caso a terapia citada acima, a ERP.

Reversão de hábitos no TOC

Outro tipo de terapia útil nos tratamentos para transtorno obsessivo compulsivo é a técnica de reversão de hábitos. 

A intervenção inclui treinamento de conscientização, apoio social, reforço positivo e, muitas vezes, técnicas de relaxamento. 

Terapia cognitiva para os sintomas do TOC

O transtorno obsessivo compulsivo infantil pode ser tratado ainda com a terapia cognitiva. Ela ajuda a criança a entender que o cérebro está enviando mensagens de erro. Claro, tudo isso é explicado a criança de modo que ela entenda. 

O terapeuta irá ensiná-la a reconhecer essas mensagens e responder a elas de uma nova maneira, sem ser com as compulsões. 

A técnica tem como foco analisar os significados que as crianças atribuem a certas experiências devido a má interpretação do episódio. 

Como você pode perceber, existem muitas formas de tratar o TOC e, apesar da medicação ser muito importante, tratar aspectos comportamentais é essencial. 

Se você tem interesse em conhecer mais sobre como a Psicologia pode ajudar as crianças com TOC não deixe de conferir nossos cursos online.

Como a inclusão escolar também é uma etapa fundamental para o tratamento, temos ainda o Curso Online Inclusão da Criança com TOC.

Aproveite e assine nossa newsletter para receber novidades do portal que é referência em cursos online com certificado!