Teorias da Administração: início, evolução, tendências + dica de curso - Blog do Educamundo

 BLOG

Blog Educamundo

Cursos online e o mundo

teorias da administração
 Equipe Educamundo  08/11/2017
Teorias da Administração: início, evolução, tendências + dica de curso

A administração é uma área que oferece uma carreira cheia de oportunidades. Além de oferecer posições em várias áreas, na própria organização o profissional tem a opção de atuar em diversos setores, como RH, logística, marketing, produção e outros. Para agarrar essas oportunidades, é preciso estar muito bem preparado, pois o mercado de trabalho está bastante exigente e competitivo. Outro motivo é porque há avanços constantes reformulando o mundo do trabalho, e é preciso acompanhá-los.

Philip Kotler, considerado como o maior especialista em Marketing da atualidade, tem uma frase que expressa bem o cenário de desafios colocados às organizações e aos profissionais há alguns anos: “Existem três tipos de empresas (e pessoas): as que fazem as coisas acontecerem, as que ficam vendo tudo acontecer e as que perguntam ‘O que aconteceu?’”. No mercado só há chance a um desses tipos, por isso a ordem é uma só: conhecer as bases e acompanhar sua evolução e mudanças.

Tudo começa com as teorias da administração. Até então, se administrava empiricamente, mas alguns fatores como o surgimento das máquinas, a eletricidade, o aço e o petróleo modificaram os processos de produção, ocasionando uma aceleração no ritmo das organizações. Essas começaram a crescer em ritmo frenético e de forma desorganizada. Era preciso substituir o empirismo e a improvisação e nortear o andamento das organizações – surgiu então a fundamentação da administração.

Esse é um assunto bastante interessante e que é parte integrante de um dos cursos a distância do portal Educamundo: o Curso Online Teorias da Administração. Neste artigo abordaremos alguns tópicos deste curso, como a administração e seus antecedentes históricos; uma introdução à teoria geral da administração; fundamentos e as especificidades de cada teoria, assim como excelentes dicas de cursos online com certificado do portal que somam força ao nosso curso online sobre essa temática.

Antecedentes históricos da Administração

A administração é uma ciência que vem de tempos longínquos e percorreu um longo caminho até que as Escolas da Administração e suas teorias surgissem. Estima-se que os sumérios, por volta do ano 5.000 a.C., tenham adotado o exercício de administrar como uma forma prática de resolver seus problemas.

Por volta de 4.000 a.C foi a vez dos egípcios desenvolverem o que se pode chamar de um sistema socioeconômico bastante complexo, pois o reino do faraó precisava de estruturas eficientes para a sua gestão de pessoal, de engenharia e arquitetura (as pirâmides são um belo exemplo), de gestão agropecuária, logística e outras. Outros povos no passar do tempo também se defrontaram com questões administrativas que pediam soluções: gregos, romanos, chineses, assírios, incas, persas, assírios e hebreus, por exemplo. E cada um deles usou a administração para chegarem aos resultados que buscavam.

Alguns filósofos gregos também deram sua contribuição ao pensamento administrativo do século 20. Mesmo que de forma empírica, eles já utilizavam pensamentos e ferramentas que mais tarde seriam utilizadas na administração. Platão, em sua obra “A República”, introduziu um movimento de democracia administrativa, que incluía as contas e os impostos públicos. Aristóteles, discípulo de Platão, estudou como o Estado se organizava e diferenciou três formas de administração pública: monarquia, aristocracia e democracia. Outros nomes como Francis Bacon, René Descartes, Tomas Hobes e Nicolau Maquiavel também contribuíram com ideias e pensamentos para o surgimento dos fundamentos da administração.

Descartes descreveu preceitos da metodologia de sua filosofia, denominado hoje como “método cartesiano”, que teve grande influência na administração científica e nas teorias clássica e neoclássica.

Representando a filosofia dos partidos comunistas temos Karl Marx e Friedich Engels, responsáveis por uma corrente de pensamento que visava mudar a sociedade. A contribuição deles para o pensamento administrativo era centralizada em uma teoria da origem econômica do Estado, que mostra o poder político e do Estado como resultado da dominação econômica do homem pelo homem.

No espaço de um texto se torna difícil contar mais sobre os antecedentes da administração, mas essa abordagem é bem aprofundada em nosso curso de administração online. Lembrando que é imprescindível que se conheça todo o caminho até as tendências contemporâneas da administração, que norteiam as organizações atualmente. 

Cursos relacionados que podem te interessar:

No Educamundo você se matricula por 1 ano, investindo apenas R$69,90, sem mensalidades. Você terá acesso a mais de 1.200 cursos e contará com a opção de obtenção de certificados de diversas cargas horarias, que vão de 5 até 360 horas. Inscreva-se agora mesmo.

Influência da Igreja, dos exércitos e da Revolução Industrial

Outras contribuições à administração como conhecemos hoje vieram da Igreja, dos exércitos e da Revolução Industrial. Os exércitos, ao longo do tempo, buscaram soluções para suas operações arriscadas e complexas, que envolviam contingentes de pessoas. Sua colaboração abrange conceitos de planejamento, estratégia, hierarquia e logística. A organização linear é um exemplo, com origem nos militares da Antiguidade e Idade Média e tem como base a unidade de comando – que refletiu na função de direção das instituições. Outro exemplo típico é a escala hierárquica, na qual os níveis de comando são distribuídos de acordo com o grau de responsabilidade e autoridade, um aspecto originário da organização militar que passou a ser utilizado em outros tipos de empresas.

A Igreja mostrou técnicas administrativas e organizacionais eficientes, como divisão do trabalho, liderança, amplitude administrativa e avaliação do desempenho, citando algumas. Conforme o cristianismo se difundia, iam surgindo conflitos e com eles novas seitas. Era o que precisava para que a Igreja tivesse que definir claramente sua missão, objetivos, regras, diretrizes e hierarquia organizacional. Ou seja, tudo que as organizações ainda fazem nos dias atuais.

A Revolução Industrial, por sua vez, trouxe a necessidade de que o estudo científico que desse vazão a duas principais consequências: uma, já citada no início do texto, o crescimento acelerado e desorganizado; e a outra era garantir maior produtividade das empresas, pois era preciso encarar a concorrência e a competitividade no mercado.  

A partir deste ponto, surgiram as abordagens e suas teorias. Veremos quais são e faremos uma introdução à teoria geral da administração. Tem muita história para contar e a cada nova teoria você constrói, degrau a degrau, uma boa base de conhecimento – que pode ser reforçada pelo nosso curso online completo. Nosso portal também tem diversos cursos online relacionados, com conteúdos atualizados e necessários para quem atua ou está iniciando sua carreira na área administrativa.

Abordagens e Teorias da Administração

As teorias da Administração podem ser divididas de acordo com a sua abordagem – também chamada de enfoque ou pensamento. Agrupadas assim, elas definem uma maneira específica de compreensão da tarefa e das características do trabalho:

♦ Abordagem Clássica: Administração Científica e Teoria Clássica da Administração

♦ Abordagem Neoclássica: Teoria Neoclássica da Administração e Administração por Objetivos (APO)

♦ Abordagem Humanística: Teoria das Relações Humanas

♦ Abordagem Estruturalista: Modelo Burocrático e Teoria Estruturalista

♦ Abordagem Comportamental: Teoria Comportamental na Administração e Teoria do Desenvolvimento Organizacional

♦ Abordagem Sistêmica: Teoria Geral de Sistemas, Teoria Matemática da Administração, e outros pontos como Conceitos e Princípios Sistêmicos, Homem Funcional, e Cibernética e Administração

♦ Abordagem Contingencial: Teoria da Contingência e outros conceitos como Desenho Organizacional, Adocracia, Mapeamento Ambiental, e Homem Complexo

♦ Tendências Modernas da Administração: Administração Japonesa, Administração Participativa, Administração Holística,  Benchmarking, Downsizing, Learning Organization, Modelo de Excelência em Gestão, Reengenharia, Gerenciamento com Foco na Qualidade, Readministração e Terceirização.

Todas essas abordagens são parte de nosso Curso Online Teorias da Administração e de seu passaporte para uma carreira de sucesso. Cada qualificação obtida por meio de cursos online com certificado são partes dessa jornada, e nosso portal tem muito a lhe oferecer nesse campo.

O que é Teoria Geral da Administração

Com essa breve introdução à teoria geral da administração, você entenderá melhor as nomenclaturas e evitar confusão com as demais teorias. Os atuais conceitos de administração resultaram, em parte, da evolução das ideias de administradores de diferentes tempos e locais, que buscavam soluções para problemas específicos dessas épocas. Outra parte resultou de pesquisas e estudos a partir da Revolução Industrial, na busca por meios eficientes para gerenciamento das organizações em sua totalidade. Tanto as ideias quanto as teorias que foram criadas a partir de experiências práticas formam um conjunto denominado “Teoria Geral da Administração”.

Sendo assim, sempre que se deparar com o termo Teoria Geral da Administração (TGA), você já sabe, não se trata apenas de uma teoria, mas sim do conjunto completo delas. A TGA faz parte do embasamento de cursos online, técnicos ou de graduação voltados à área administrativa.

Os elementos que formam a Teoria Geral da Administração são designados por diferentes termos – bastante importante que os conheça e diferencie, pois eles estão presentes no curso de administração online, em artigos e publicações e no dia a dia de qualquer administrador. Veja aqui cada um deles:

- Teoria: qualquer explicação, proposição ou interpretação a respeito da administração e as organizações;

- Abordagem, enfoque ou pensamento: é a forma de estudar as organizações sob seu aspecto particular;

- Escola: a linha de pensamento ou o grupo de autores que utilizaram o mesmo enfoque;

- Modelo de gestão: bloco de técnicas ou doutrinas do processo administrativo;

- Modelo de organização: são as características que definem as organizações, assim como a maneira como elas são administradas;

- Doutrina: é um princípio que carrega valores, tanto explícitos quanto implícitos. São as doutrinas que dão orientações sobre como agir, norteando as decisões dos administradores.

- Técnica: é a solução para determinado problema. Exemplos: organogramas, sistemas de controle e metodologias.

Teorias da Administração

Administração Científica

A primeira das teorias da administração surgiu na segunda metade do século XIX e teve como seu representante Frederick W. Taylor, um engenheiro norte-americano que defendia que a administração tinha como principal objetivo garantir que tanto patrão quanto empregado tivessem o máximo de prosperidade. Ele definiu que a administração deveria ser tratada como ciência e propôs uma análise científica do trabalho dos operários.

Ele identificou os seguintes problemas nas empresas da época:

  1. Um sistema adotado pelos operários, o qual ele chamou de “vadiagem sistêmica”, pois eles reduziam a produção em até um terço, a fim de evitar que a gerência reduzisse seus salários;

  2. A gerência não tinha conhecimento sobre as rotinas de trabalho nem sobre o tempo necessário para realizá-lo;

  3. Não havia técnicas e métodos de trabalho uniformes, então cada operário fazia as tarefas a seu modo.

Esse estudo na busca pela melhor maneira de alcançar objetivos nas organizações. Essa introdução da metodologia científica recebeu o nome de Organização Racional do Trabalho – nosso próximo tópico.

Dica: suas qualificações aumentam as chances de uma boa colocação no mercado de trabalho. Capacite-se com nossos cursos online e alcance seus objetivos.

Organização Racional do Trabalho – ORT

A Organização Racional do Trabalho – ORT consistia em trocar os métodos rudimentares e empíricos por métodos científicos, por meio de uma série de atividades e resoluções:

  • Análise do trabalho e o estudo do tempo e de cada movimento envolvido para assim racionalizar métodos e determinar tempos-padrão para a execução das tarefas;

  • Padronização das atividades, ferramentas, tarefas, equipamentos, tempos, instrumentos e outros, com o objetivo de diminuir o desperdício e aumentar a eficiência;

  • Divisão do trabalho, especializando cada operário para a execução de uma tarefa apenas, com padrões e normas definidos. Aqui aponta o desenho de cargos e tarefas, ou seja, cada cargo tem o seu próprio conjunto de ocupações específicas;

  • Estudo da fadiga humana para eliminar movimentos que a produzem e não estão relacionados com a tarefa; proporcionar melhorias no ambiente – ruídos, ventilação e iluminação; dando melhores condições de trabalho.

  • Motivação aos funcionários, por meio de pagamento por unidade produzida, para que a produção aumentasse.

  • Introdução da supervisão do trabalho de cada operário.

Com esses princípios, Taylor enfatizava a eficiência e defendia que havia uma única maneira certa para que uma tarefa fosse executada (the best way). Dessa forma, ele esperava que a eficiência da organização aumentasse, com o mínimo de despedício e o máximo de produtividade, gerando bons resultados para os patrões e também aos empregados. 

Se você está se preparando para provas de concursos públicos para cargos administrativos, é imprescindível que conheça a fundo as teorias administrativas, independentemente se são as modernas ou as mais antigas. Conte com o nosso curso online Teorias da Administração, que traz o conteúdo de forma clara, objetiva e de fácil entendimento.

Nosso portal tem vários outros cursos a distância relacionados à administração e que qualificam para os diversos caminhos dessa ciência, como marketing, publicidade, logística, administração pública e outros.

Princípios da Administração Científica

A partir dos estudos sobre a ORT, Taylor desenvolveu quatro princípios elementares para que a gerência implementasse e seguisse:

  1. Planejar: substituir a improvisação pelo método de trabalho;

  2. Preparar: máquinas e equipamentos deveriam ser preparados de forma racional para a execução do trabalho;

  3. Controlar: fazer a verificação se o trabalho estava correndo conforme o que havia sido planejado;

  4. Executar: empregar a divisão do trabalho baseado na especialização de cada operário.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica
No Educamundo você se matricula por 1 ano, investindo apenas R$69,90, sem mensalidades. Você terá acesso todos mais de 1.200 cursos e contará com a opção de obtenção de certificados de diversas cargas horarias, que vão de 5 até 360 horas. Inscreva-se agora mesmo.

Princípios da administração de Ford

Outro nome que se destaca na administração científica é o de Henry Ford. Como empresário, tinha interesse em melhorar a produtividade e aumentar a produção e a eficiência.  A administração de Ford (ou o fordismo) se baseava em três princípios centrais:

  1. Princípio da produtividade: máximo de produção por operário em um mesmo período, por meio da divisão do trabalho, especialização e linha de montagem;

  2. Princípio da intensificação: fazer circular mais rapidamente o capital de giro -  não o imobilizando e o conseguindo dos próprios consumidores, conseguido pela redução do tempo de produção, colocando o produto rapidamente no mercado;

  3. Princípio da economicidade: reduzir o máximo possível do estoque de matéria-prima em transformação. Assim Ford conseguiu fabricar, vender e receber um automóvel antes que vencesse a matéria-prima e antes também do pagamento dos salários.

Tanto o fordismo quanto a administração científica foram muito importantes para a administração. Qualquer produção em massa e em série atualmente tem suas bases nessa escola de administração.

Qualifique-se com os cursos online do portal Educamundo

Se o seu interesse for por um curso de administração online ou qualquer outro curso online, seja na área que for, você está no lugar certo. Nosso portal tem mais de 1200 cursos a distância criados por uma equipe pedagógica competente e comprometida em disponibilizar conteúdos atualizados e de qualidade.

Inscreva-se no Educamundo e surpreenda-se com a variedade de cursos online com certificado que temos a lhe oferecer. O investimento é de apenas R$ 69,90 e lhe dá direito a acessar o portal durante um ano inteiro e fazer todos os cursos online que integram o Pacote Master.

Gostou de todas essas facilidades? Conte nos comentários e deixe também a sua opinião sobre nosso artigo. Até breve!

Data Modificação  14/11/2017
Colunista

Equipe Educamundo

 

.

 Aguarde...

© www.educamundo.com.br - Todos os direitos reservados

Use seu smartphone para ler este codigo.

C
o
m
p
a
r
t
i
l
h
a
r