O Programa Mais Educação é a proposta do governo federal para diminuir a desigualdade educacional e promover melhorias nos processos de ensino da educação básica. O projeto prevê a implementação da educação em tempo integral, com atividades no contraturno escolar.

O Programa Mais Educação é uma idealização de educação pública e democrática, de forma integral, ou seja, os alunos realizam vários tipos de atividades no turno contrário ao seu, o que chamamos de contraturno.

O programa está alinhado ao que propõe a legislação educacional brasileira: de compreender o aluno e suas múltiplas dimensões, assim como de reconhecer seus direitos. Além disso, tem objetivos grandiosos: diminuir a desigualdade educacional e promover melhorias na aprendizagem dos estudantes brasileiros.

O Educamundo também é parceiro nessa jornada e faz sua parte oferecendo capacitação para todos os envolvidos – profissionais da educação, educadores populares e voluntários.

Acompanhe neste artigo tudo sobre a educação de tempo integral no Brasil, sua história, desafios e perspectivas, e descubra como nossos cursos online com certificado podem ajudá-lo a fazer parte desse cenário de transformação na educação.

O Programa Mais Educação e as oportunidades educativas

A implementação da educação integral visa proporcionar oportunidades educativas aos estudantes brasileiros, por meio da integração de diferentes saberes, a fim de promover uma aprendizagem para a vida profissional e pessoal.

A ideia do projeto é também integrar outros espaços educativos e comunitários' e envolver pessoas da comunidade que sejam capacitadas em campos específicos, como educação física, matemática, educação infantil, artes, dentre outros.

Além disso, há o fator social: o programa visa alcançar e envolver crianças e jovens em situação de risco e vulnerabilidade social. Para saber mais sobre essa pauta, leia o artigo “Escola integral: o atendimento a alunos em situação de vulnerabilidade”.

Educação de tempo integral no Brasil: história, desafios e perspectivas

A escola integral, conforme você já viu, é abarcada pelo Programa Mais Educação, que foi criado em 2007 e regulamentado pelo decreto 7.083/10. O projeto surgiu como uma estratégia do Ministério da Educação para ampliar a jornada de estudos nas escolas da rede pública.

Os estudantes passam a ter aula em seu período normal de estudos e outras atividades no contraturno, totalizando 7 horas diárias. Estas atividades devem estar alinhadas também ao projeto político-pedagógico da escola.

No entanto, nem tudo vai bem. Apesar de haver recursos para a implementação da educação integral, ainda é baixo o número de adesão de escolas ao programa. Dessa forma, o grande desafio é, na verdade, o número de matrículas.

Segundo o Censo Escolar 2018, houve uma diminuição no percentual de alunos matriculados de 2017 para 2018. Leia o artigo completo: A escola integral funciona? Veja o que diz o Censo Escolar de 2018.

As perspectivas nesse cenário são otimistas. Espera-se que haja mais adesões de escolas e que aumente o número de matrículas, inclusive, do ensino médio. O governo aprovou, em dezembro de 2018, a liberação de mais recursos para que isso aconteça.

É importante frisar que nem todas as escolas usam recursos do programa nacional. Alguns estados têm seu próprio programa de escola integral. Como exemplo citamos Minas Gerais, que tem sua Política Estadual de Educação Básica Integral e Integrada.

Outras escolas conseguem desenvolver suas atividades com recursos disponíveis nas secretarias de educação. O importante é que as poucas ações até agora estão gerando inclusão social e dando oportunidades para que os estudantes ampliem seus saberes.

Outro desafio é a preparação de pessoas para atenderem às demandas da escola integral. Mas para isso existem opções como cursos online. O Educamundo possui centenas deles, que contemplam as áreas dos macrocampos do programa, que você conhecerá a seguir.

escola-integral

Como escolher as atividades para a educação integral

As atividades para educação integral são previstas dentro de 10 macrocampos:

  • Acompanhamento Pedagógico;

  • Meio Ambiente;

  • Esporte e Lazer;

  • Direitos Humanos em Educação;

  • Cultura e Artes;

  • Cultura Digital;

  • Promoção da Saúde;

  • Educomunicação;

  • Investigação no Campo das Ciências da Natureza;

  • Educação Econômica.

As escolas escolhem seis dessas opções por ano, sendo que uma delas deve ser sempre a de acompanhamento pedagógico.

As atividades podem ser trabalhadas por professores comunitários, que são voluntários – podem ser educadores populares ou alunos de cursos de graduação, por exemplo – desde que tenham formação específica na área escolhida.

Aos diretores cabe a função de chamar todas as partes interessadas – professores e funcionários da escola, alunos, pais e comunidade – e promover a integração.

Você sabe mais sobre este tópico neste artigo: Educação integral: ideias para o desenvolvimento das atividades extras.

Como conhecer mais sobre a escola integral

A escola em tempo integral é tema que permeia debates sobre os caminhos da educação no Brasil há mais de uma década.

Nesse tempo, vários pensadores e educadores publicaram excelentes livros sobre educação integral.

Neste artigo “Não perca: ótimos livros sobre educação integral que você precisa ler” você terá dicas de bons materiais sobre o tema e conhecerá um pouco mais a respeito dos debates que eles trazem e das ideias defendidas por seus autores.

Você sabe que é preciso estar muito bem preparado para esse desafio, não é mesmo? Sabe o que mais qualifica você a isso? Os cursos online do Educamundo.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Capacite-se para os desafios da escola integral com os cursos do Educamundo

Aqui no Educamundo você tem mais de 1.200 alternativas para se capacitar. São cursos que compõem o Pacote Master e que abordam mais de 20 áreas do conhecimento.

Como a escola integral também prevê transversalidade e multidisciplinaridade, certamente você encontrará conteúdos bastante ricos e ideias muito motivadoras.

Para ter acesso a todos esses cursos do Pacote, você investe uma taxa de R$ 69,90 e garante o seu passaporte à plataforma. Durante um ano inteiro, tempo de vigência de sua matrícula, você pode fazer quantos cursos quiser.

O certificado de nossos cursos é opcional e sob contratação, mas vale lembrar que na área de educação significa somar pontos para subir de nível no quadro do magistério. Além disso, é reconhecido e válido em todo o Brasil.

Por isso, não perca mais tempo e faça a sua inscrição agora mesmo! Capacite-se e seja um agente transformador na nova educação brasileira.