As mídias sociais ou "ferramentas de mídias sociais", são nomes conhecidos para designar sistemas projetados para viabilizar interação social a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de conteúdos em diversos formatos: textos, áudios, videos, memes, etc.

As mídias sociais mudaram muitos cenários e impactaram diretamente em muitas relações. A comunicação na era digital é um aspecto que se alterou bastante com a ascensão das redes, assim como os hábitos de compra, os métodos de ensino, entre muitos outros. O público está cada vez mais inserido em inúmeras plataformas online, produzindo uma série de conteúdos e atuando diretamente em muitas causas.

O relacionamento do consumidor com as empresas é um exemplo claro. Agora, os clientes podem exercer sua voz diretamente, em tempo real, respondendo as diversas mensagens que recebem constantemente. Se nas mídias tradicionais (como a televisão) apenas o emissor tem vez no canal de comunicação, agora o receptor se tornou participativo e revela suas impressões assim que qualquer mensagem é lançada.

Essa é apenas uma das características que mostra todo o poder das mídias sociais. Ainda há muito o que destacar, sobretudo quando se trata do desenvolvimento das empresas e do comportamento do público. Falaremos mais sobre essas variáveis neste artigo, com foco em uma das redes sociais mais importantes atualmente: o Facebook.

São 2 bilhões de usuários em todo o mundo, muitas ferramentas interativas, diversas funcionalidades e objetivos múltiplos. Você vai conhecer melhor esse canal e entender como é proveitoso para o meio corporativo. Lembrando que esse é um dos conteúdos do curso de mídias sociais do Educamundo, um dos cursos online mais completos e detalhados sobre essas tendências. Leia atentamente e não deixe de conhecer nossas opções para se especializar em vários temas.

O impacto das mídias sociais e a cibercultura

Já ouviu falar de cibercultura? Provavelmente sim, afinal, vivemos o ápice desse fenômeno que mudou muitos cenários e ainda tem diversas perspectivas de crescimento. As conexões, a geração de informação e a relação do homem com a tecnologia são alguns aspectos que definem esse conceito, assim como a ascensão da internet e todo o meio digital.

O uso contínuo das mídias sociais é um hábito que define toda essa influência da cibercultura em nosso cotidiano. Hoje em dia, utilizamos essas redes para realizar as tarefas mais básicas: conversar, comprar, aprender, ensinar, entre muitas outras ações. Além de encurtar distâncias e impactar diretamente nesses contextos, o acesso a aparelhos modernos tornou-se bastante democrático. Se antes era necessário um computador, atualmente com apenas um dispositivo móvel é possível dar conta de várias demandas.

As tendências digitais proporcionam a vivência em um mundo em que é plausível criar novos métodos de interatividade, comunicação, costumes e a cultura em si. Os hábitos se modificam bastante na era da cibercultura, por isso esse movimento é cada vez mais objeto de estudos, pesquisas e cursos online com certificado.

Com tanto impacto nas relações humanas e seus aspectos positivos, o mundo corporativo está aproveitando o que há de melhor nesse conceito para fortalecer suas marcas e se aproximar dos consumidores. A interação direta com os seguidores é importante para entender os pontos a melhorar, quais caminhos seguir e quais são as necessidades dos clientes. Assim, é possível agregar valor a produtos, serviços, ideias, pessoas e atitudes – um dos propósitos do marketing.

A questão é que as mídias sociais são bem diferentes das mídias tradicionais e, mais que isso, acabam convergindo e unindo várias funcionalidades em uma única plataforma. Tantas ferramentas podem confundir e até induzir a erros, por isso é necessário entender cada canal antes de estabelecer suas campanhas e objetivos. O gerenciamento de redes sociais é um desses aspectos que precisa ser estruturado passo a passo visando bons resultados.

Sendo assim, antes de começar a trilhar o caminho de uma empresa em uma mídia social – seja em comunicação, vendas, marketing –, é interessante ter uma noção de seus recursos e tudo que é capaz de proporcionar. Vamos destacar o Facebook, uma das principais plataformas atuais, lembrando que ainda há muito conteúdo e relevância para outras redes no curso de mídias sociais do Educamundo, uma proposta que vale a pena conhecer para se especializar.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Facebook - estratégias e planejamento

O gerenciamento de redes sociais e todas as atividades realizadas nesses canais dependem sempre de um planejamento prévio, para delimitar as principais estratégias e os objetivos de cada campanha/ação. O Facebook se destaca como uma mídia versátil, que abre espaço para variados conteúdos de todos os tipos: vídeos, textos, gifs animados, áudios, imagens, etc.

Essa flexibilidade chama atenção e garante um ótimo status à rede, não é à toa que bilhões de pessoas interagem diretamente nesse canal. Para se ter ideia, no Brasil o Facebook alcança cerca de 100 milhões de usuários, colocando o país como um dos que mais acessa a plataforma diariamente. Com esses números animadores, torna-se essencial para qualquer empresa investir no Facebook, utilizando bons artifícios capazes de cumprir todas as metas.

Fazer marketing no Facebook depende de um bom planejamento estratégico. As etapas devem ser estruturadas antes mesmo da criação da página, por isso é necessário uma boa noção de usabilidade da rede. Profissionais de social media podem atuar juntamente com a assessoria de marketing e comunicação da empresa para discutir quais serão as fases e os objetivos e como colocá-los em prática. Sendo assim, inicialmente é preciso verificar algumas questões:

  1. A empresa tem perfil para estar no Facebook?
     
  2. O público está presente na rede frequentemente?
     
  3. Há tempo disponível para se dedicar ao marketing e às estratégias voltadas a essa mídia?
     
  4. O gerenciamento de redes sociais será realizado por qual profissional?
     
  5. Haverá investimento financeiro? Qual a perspectiva mensal?
     
  6. Os responsáveis têm qualificação suficiente para fazer a gestão da página?
     
  7. Quais são as pretensões: fortalecer a imagem da marca? Conquistar mais clientes? Entender melhor as necessidades e desejos do público? – citando alguns exemplos de objetivos que precisam ser estabelecidos.

Essas são as primeiras perguntas que devem ser analisadas e respondidas no planejamento, e isso vale para qualquer rede. Um erro comum é querer marcar presença em inúmeras mídias e não dar atenção para nenhuma delas, postar conteúdos ruins e, pior que isso, abandonar o trabalho no meio do caminho. Por isso, por mais lógicas que pareçam, essas questões têm total relevância e são cruciais para conquistar os resultados pretendidos.

Conteúdo e identidade da página

Aspectos importantes que você deve saber para atuar na área de mídias sociais:

  • Para que servem as mídias sociais? As mídias sociais servem tanto para entretenimento como para meio de promoção de produtos e serviços na Internet, constituindo canais cada vez mais importantes em estratégias de marketing digital.
  • Quais são as mídias digitais? Como mídias digitais dizem respeito a qualquer sistema de comunicação que opera através da Internet, existem diversas mídias digitais, como Youtube, Instagram, Facebook e Twitter.
  • Quais são as redes sociais? As redes sociais mais utilizadas no Brasil são:
  1. Facebook
  2. YouTube
  3. Instagram
  4. Twitter
  5. LinkedIn
  6. Google+
  7. Snapchat
  8. Pinterest
  • O que são mídias sociais colaborativas? As mídias sociais colaborativas são aquelas nas quais os usuários trabalham em uma produção conjunta, colaborando diretamente entre si, ou atuando em partes separadas de um projeto. Um dos exemplos mais conhecidos de mídia colaborativa é a Wikipedia.
  • O que faz um analista de mídias sociais? O analista de redes sociais continuamente estuda as principais redes sociais do mercado, como Facebook, Instagram e Twitter. Ele deve ter habilidades identificar novas oportunidades de negócios, relacionamentos e formas de fortalecimento da marca, produto ou serviço da empresa.

Se as perspectivas são boas e a empresa tem potencial para investir no Facebook, o passo seguinte é a criação do perfil e da identidade da página. É fundamental ter em mente que o engajamento do público só começará a partir da frequência de postagens, da relevância do conteúdo e de demais detalhes que valorizam e chamam atenção dos seguidores. Assim, a partir dos objetivos, é possível alcançar boas métricas e atingir as metas listadas no planejamento estratégico.

A construção da identidade da página é o primeiro passo e impactará diretamente no estilo de conteúdo que você deve postar. Para isso, vale seguir um bom tutorial para criar uma página de sucesso:

  • Comece pela identidade visual. As pessoas precisam conhecer sua marca e entender do que se trata, por isso é essencial investir em cores e formas atrativas. Uma imagem harmônica e agradável conta muitos pontos, e isso vale tanto para a foto de perfil quanto a foto de capa – além disso, a estética pode ser a mesma para os posts com imagens e para seu perfil em redes sociais como o Instagram, o Pinterest e o Flickr.
     
  • O nome da página, a descrição de apresentação, a categoria e informações de contato devem estar sempre atualizados e devem orientar o público, principalmente se a empresa ainda é pouco conhecida. Além disso, a comprovação da autenticidade da marca também é importante para aumentar a confiabilidade e o engajamento.
     
  • No caso de páginas de empresas, sites e correlatos, é crucial personalizar e não deixar nenhum detalhe incompleto. O próprio Facebook disponibiliza campos em que é possível delimitar o perfil do público e configurações voltadas à estrutura da página – e, baseado nessas opções, seleciona as melhores ferramentas, dicas de posts patrocinados e demais demandas, por isso é uma das mídias sociais mais intuitivas e versáteis da web.
     
  • Construída a página, é hora de pensar no conteúdo. Nesse caso, é interessante aproveitar a flexibilidade do Facebook para produzir materiais diferentes, desde postagens institucionais até motivacionais, curiosas, sentimentais e, para todos esses casos, significativas e informativas. Primeiramente, as pessoas precisam conhecer sua marca e entender seus propósitos. A partir daí, o conteúdo fica mais apurado de acordo com as próprias necessidades do público, as tendências das mídias sociais, os assuntos que estão em alta e demais estratégias.
     
  • A linguagem e o estilo dos conteúdos precisam seguir um padrão para estabelecer, diferenciar, trazer originalidade e até exclusividade à marca. Por isso, é bom se atentar aos concorrentes e seus macetes, para tentar buscar um conceito único. No início, menos é mais. Tente simplificar e ser direto. Use links para o site e ao blog da marca, faça perguntas e interaja ao máximo com os seguidores, respondendo questões, agradecendo elogios e respondendo dúvidas. Mais que um bom conteúdo, a presença e a interatividade contribuem bastante para o sucesso da página.

Fique ligado: você pode unir as estratégias do Facebook com outras mídias, como o Instagram e o Youtube. Aproveite nossos cursos online voltados ao marketing digital para saber mais sobre o funcionamento dessas plataformas e como desfrutar de seus recursos em seu negócio.

mídias sociais

Atraindo e convertendo visitantes

Como atrair visitantes e ter muitos seguidores no Facebook? Essa é uma questão geral que tira o sono de muitos empreendedores dispostos a investir nessa mídia social. Obviamente, é um objetivo importante, mas que não deve ser visto como principal, afinal, é melhor ter um público pequeno e engajado, de acordo com a segmentação de sua marca, do que milhões de pessoas que não se relacionam diretamente com os serviços, produtos e atitudes promovidas.

A promoção da página é o primeiro passo para que se torne conhecida, paralelo à frequência de postagens. A partir do momento que você “inicia sua jornada” em uma rede social, torna-se primordial criar conteúdo constantemente, por isso é interessante ter um calendário editorial bem estabelecido – assim, você aproveita datas sazonais e estabelece até um padrão de postagens.

O conteúdo deve ser bem direcionado e qualitativo. Imagens sempre atraem e geram muitos compartilhamentos, vídeos têm potencial de viralização e textos podem tirar várias dúvidas dos usuários. Tente ser natural e humanizar a marca, aproveitando assuntos que estão em alta para promovê-la, evitando opiniões pessoais e aspectos voltados a temas polêmicos.

A conversão acontece através de estratégias de marketing inteligentes, interatividade direta com os usuários e a busca de contatos qualificados. Quanto mais forte é o relacionamento da marca com os seguidores, maior será o engajamento e a confiabilidade do público, com chances de torná-la uma referência em seu nicho e, claro, atingindo os propósitos de marketing e vendas.

Vale saber também que, recentemente, o alcance orgânico das postagens no Facebook diminuiu. A plataforma sempre atualiza seus algoritmos com base nas preferências e interesses do usuário, e essa modificação acabou prejudicando algumas páginas que não postam conteúdos frequentemente ou que não interagem com os contatos. Sendo assim, para estancar essa situação e evitar problemas, uma dica interessante é induzir os seguidores a configurar seus perfis para receber notificações das publicações, assim, eles estarão sempre a par das atualizações da página. 

Ah, e não se esqueça: o conteúdo deve considerar as tendências mobile, sempre com design responsivo e adaptável aos aparelhos portáteis. Segundo o último relatório do Facebook, o acesso via smartphone cresceu 13% em um ano e ultrapassou o desktop. Agora, 56% dos usuários preferem navegar na rede pelos dispositivos móveis.

Ferramentas de gerenciamento

Pode parecer simples, mas o gerenciamento de uma página no Facebook demanda muita dedicação e trabalho frequente. A análise de métricas e números é essencial ao planejamento e delimita as próximas decisões a serem tomadas – além de mostrar o que há de errado em determinada campanha, quais ações estão dando certo e como está o posicionamento geral da marca na plataforma.

Para isso, existem algumas ferramentas que fazem toda a diferença e otimizam os serviços do social media, seja no agendamento, na gestão, na automatização de anúncios, no monitoramento e em todas as ações de marketing digital.

Entre as mais eficientes, indicamos que você conheça o BuzzSumo, Quintly, Keyhole, Free Review Monitoring, Swayy, Post Planner, IceRocket e o mLabs. Dessas, há ferramentas gratuitas e outras com período de teste. No geral, são propostas que auxiliam no trabalho e no gerenciamento competente tanto do Facebook quanto de outras mídias sociais.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Anúncios e posts patrocionados

Uma estratégia muito comum no Facebook é a mídia paga, a promoção da página por meio de anúncios ou posts patrocinados. A rede oferece boas possibilidades para alavancar seu conteúdo por meio desses investimentos capazes de aumentar o alcance das publicações e a visibilidade.

Para cada meta, há um preço e um tempo estabelecido e limites quanto ao padrão de texto e imagem. Além disso, são categorias diferentes, mas que podem ser utilizadas conjuntamente para fortalecer ainda mais a imagem da marca junto ao público:

  • Anúncios ou Facebook Ads: é um sistema de propaganda que aparece na lateral da página para os usuários, composto de um pequeno texto, uma imagem e um link. É um método de ampliar a visibilidade dos produtos/serviços promovidos pela marca a partir dos cliques e do interesse do público.
     
  • Posts patrocinados: ocorre quando você patrocina um post pronto. A mensagem aparece no feed de notícias do usuário com a indicação de "patrocinado", aumentando o alcance e, consequentemente, a interação dos internautas com a página. Além disso, sempre que alguém curte ou comenta o post, a atividade aparece para os amigos e seguidores, fato que pode aumentar ainda mais a extensão da mensagem – isso sem falar nos possíveis compartilhamentos.

Independente da ação utilizada é necessário planejar previamente quais posts têm potencial para patrocínio e qual o tipo de anúncio ideal para aumentar o engajamento. Sendo assim, se há interesse em investir em mídia paga, tal conceito deve ser parte fundamental de plano de marketing nas mídias sociais. Vale saber que há ainda outras ferramentas indicadas pelo próprio Facebook, como “alcançar pessoas próximas a sua empresa”, “aumentar a participação em seu evento”, “impulsionar o seu site”, entre muitas outras.

Como provar ao empresário que o trabalho nas mídias sociais é fundamental?

A análise de métricas e resultados é essencial para qualquer campanha de marketing digital, seja nas redes sociais ou em outros canais, como o blog corporativo ou o e-mail marketing. Esse estudo ajuda na criação de um relatório bem estruturado que será apresentado ao empresário, ao CEO e aos demais investidores da empresa para que compreendam, na prática, o quanto o trabalho realizado no ambiente digital contribui para as metas da corporação. 

Para confeccionar esse documento, a métrica mais eficaz é o ROI (retorno sobre investimento). Ela pode ser calculada basicamente da seguinte forma:

ROI = (receita - custo / custo) x 100

receita -> tudo que é arrecadado por conta das vendas

custo -> as despesas necessárias para o investimento

O resultado será uma porcentagem que mostra o retorno e as perspectivas de lucro sobre o investimento, um cálculo que deve ser realizado de acordo com a plataforma, ou seja, separadamente.

O tempo também faz toda a diferença: inclua em sua análise o período de monitoramento, pode ser diário, semanal ou mensal. Além disso, é necessário estudar as variáveis e entender os pontos positivos e negativos da campanha avaliada, levando em consideração outras questões além do resultado dessa única métrica. 

Sendo assim, ao apresentar os números ao responsável pelo investimento, é interessante incluir mais dados para alimentar seu relatório, como:

  • a situação atual do funil de vendas, com o número de visitantes, leads, conversões e vendas realizadas no período;

  • o número e as fontes de tráfego;

  • as taxas de interação e o alcance das mídias sociais;

  • a performance das landing pages e o quanto as redes contribuíram para o acesso dos visitantes à página de conversão. 

Desde que você apresente um escopo bem completo e fundamentado, com os argumentos necessários, é possível criar uma boa impressão e garantir que os processos relacionados ao marketing digital perdurem por muito tempo na empresa. Os resultados positivos não aparecem de uma hora para outra, é preciso ter noção de que tudo depende de um longo trabalho e muita qualificação.

Dicas de como usar as mídias sociais para alavancar as vendas e para aprendizagem

  • Vendas: Dicas de como alavancar vendas com redes sociais:
  1. Descobrir o seu público e o que interessa a ele
  2. Definir metas
  3. Conhecer a concorrência e o que ela está fazendo
  4. Montar um planejamento
  5. Estabelecer ritmo e periodicidade
  6. Criar relacionamento com o seu público
  7. Melhorar os seus resultados
  8. Desenvolver ações criativas
  • Aprendizagem:

Na escola e na faculdade é possível criar grupos de uma disciplina (com mediação do professor), onde os alunos podem compartilhar textos e videos, darem prosseguimento a debates de sala de aula e estreitar relações. A rede social se torna também um ambiente de pesquisa e de acesso a conteúdos.

Capacite-se em mídias sociais com um curso online incrível

Visto todas essas funcionalidades, entendemos porque o Facebook se estabeleceu como uma das maiores redes sociais do mundo, por isso tornou-se essencial para o planejamento estratégico de qualquer empresa. Você pode aproveitar tudo que a plataforma oferece e conferir diversas outras informações seguindo nossas dicas e se especializando com um curso de mídias sociais primoroso.

Organizando os passos para fazer um planejamento de mídias sociais:

  • Os passos básicos para um planejamento de mídias sociais são:
  1. Analisar o público na rede social
  2. Fazer diagnóstico das redes sociais
  3. Escolher a rede social, ou mais de uma
  4. Estabelecer uma identidade visual
  5. Fazer agendamento de postagens
  6. Planejar o conteúdo a ser postado
  7. Realizar monitoramento das visualizações e respostas do público

Conheça o Curso Online Mídias Sociais e os demais cursos online com certificado do Educamundo. Temos opções de mais de 20 áreas do conhecimento preparadas por um setor pedagógico dedicado e exclusivo, que seleciona os melhores conteúdos para sua qualificação.

Nossa proposta é diferenciada e muito vantajosa. Com apenas uma taxa de R$ 69,90, seu acesso a todas as capacitações é integral e ilimitado por um ano. Você tem acesso total aos mais de 1200 cursos online com certificado do Pacote Master quando e onde quiser, estudando no seu tempo com autonomia e flexibilidade.

Matricule-se e invista em sua formação profissional com os melhores cursos online do mercado. Esperamos que tenha gostado do artigo, compartilhe e deixe seu comentário. Boa sorte e até mais!