Home / Blog / Mercado de Trabalho / A liderança democrática e suas características
lideranca-democratica Mercado de Trabalho

A liderança democrática e suas características

  • Por: Equipe Educamundo
  • 26/05/2022

Não podíamos iniciar esse texto sem questionar a você: qual é o chefe que mais marcou sua trajetória até aqui? Se essa pessoa que você pensou, marcou sua vida de forma positiva, é muito provável que você conheça o que é liderança democrática.

Na maioria das vezes, aqueles que praticam a liderança democrática são lembrados como líderes que influenciam pessoas.

A liderança democrática tem cada vez mais se difundido, sobretudo, pelos resultados diretos que o uso da mesma proporciona para uma organização.

Quer saber mais sobre a liderança democrática e quais são as características? Continue lendo a seguir e aprenda mais sobre o tema!

 

O que é liderança democrática?

A liderança democrática é o modo de liderar, onde o líder inclui todos os seus colaboradores na tomada de decisão, seja na fase de discussão ou na fase de ação.

Nessa estratégia, as responsabilidades são divididas entre os membros da equipe, acabando por incluir todos os colaboradores na tomada de decisão.

A democracia é algo relativamente novo no país, por tal motivo, a liderança democrática também é uma prática inovadora.

Há diversas formas de praticar a liderança democrática, no entanto, ao pé da letra, esse modelo de gestão é aplicado ao ambiente corporativo, sobretudo, de grandes empresas.

Há pesquisas que apontam que o grande empecilho para que uma empresa cresça é o sentimento de infelicidade que os colaboradores carregam, e nesse contexto, a liderança democrática vem a ser uma das soluções.

Características da liderança democrática

No item anterior, falamos o que é a liderança democrática e agora, vamos falar quais são as principais características dessa forma de liderar.

Dessa forma, as principais características da liderança democrática são:

Tomada de decisão feita de forma coletiva;

Inclusão dos colaboradores em todas as etapas das ações que visam crescimento da empresa;

Os benefícios são distribuídos de forma igualitária;

Os líderes são acessíveis para ouvir as demandas e insatisfações dos colaboradores;

É aplicada em todos os setores da empresa, considerando as características de cada um;

Todas as ideias são organizadas e registradas;

Toma-se cuidado para que o objetivo da empresa não se perca ao longo da participação dos colaboradores nas decisões.

Com base nessas características, a liderança democrática traz diversas vantagens, no entanto, traz também algumas desvantagens. Veja a seguir quais são esses prós e contras da liderança democrática.

Prós e contras da liderança democrática

Como vantagens, a liderança democrática possui:

Os lideres tendem a ficarem mais satisfeitos com o envolvimento dos colaboradores, diminuindo o nível de stress;

As decisões tendem a ser mais eficazes, tendo em vista que muitas vozes são ouvidas;

A satisfação dos colaboradores aumenta, assim como o sentimento de confiança e identificação para com a empresa;

A criatividade é instigada em toda a equipe;

Há o aumento da produtividade;

A visão de futuro começa a ser cotidiana na empresa.

Já como desvantagens, a liderança democrática possui:

A tomada de decisão tende a ser mais demorada;

Algumas decisões podem ser superficiais;

O líder pode se acostumar com a relação de dependência dos colaboradores;

Pode acontecer mais de uma vez de a melhor ideia não ser a vencedora;

Os colaboradores mais tímidos, podem não se sentir pertencentes e se sentirem desmotivados.

Observem que as vantagens superam as desvantagens, e que as desvantagens são resultantes (em maior parte) da falta de controle ao ser um líder democrático, por isso, é importante a atualização constante no tema.

Exemplos de líderes democráticos

O primeiro nome citado quando se fala em liderança democrática é o de Steve Jobs, que você já deve conhecer por colocar a Apple como uma das melhores em tecnologia.

Durante os anos 90 a Apple era uma empresa visada por investidores, depois, esse interesse diminui de forma considerável.

Mesmo com essa diminuição, a Apple sobreviveu por um motivo, e não só isso, pois se tornou uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, inclusive, maior que muitas empresas que se interessavam em comprá-la.

Você deve estar se perguntando qual é o motivo do sucesso da Apple, e é justamente o retorno de Steve Jobs à empresa, mais de 10 anos depois de ter sido dispensado pelo conselho.

Em seu retorno, Jobs, utilizou a liderança democrática e inclusive, contratou outros líderes e confiou neles, foi esse o segredo de sucesso da empresa e o que fez com que a mesma sobrevivesse no ramo.

Outro exemplo é George Washington, que foi um dos fundadores dos Estados Unidos. Mesmo sendo uma prática que não recebia esse nome, George Washington, mesmo sendo um militar, aplicava a liderança democrática com sua equipe.

Washington é considerado um dos principais responsáveis pelos colonizadores americanos terem conseguido a vitória na Guerra da Independência dos EUA, depois da guerra ele foi um dos criadores da Constituição do país e ainda, foi presidente por 8 anos.

Um exemplo mais recente, é a Luiza Trajano, fundadora e CEO do Magazine Luiza.

Em seu cotidiano, Luiza aplica os princípios da liderança democrática. Para ela, um líder precisa extrair a melhor parte de seus colaboradores.

 

Aprenda mais sobre liderança com os cursos do Educamundo

Como você viu, ter uma postura de líder democrático pode ser fundamental para o sucesso de uma empresa, por isso, é preciso entender e conhecer os elementos responsáveis por ajudar a guiar esse modelo de liderança.

Aqui no Educamundo, você tem acesso a um rol de cursos online com certificado opcional em mais de 20 áreas do conhecimento humano. O melhor é que investindo apenas R$ 69,90, você tem acesso a todo esse material por um ano inteiro.

Aproveite, faça a sua matrícula e comece os seus estudos!

 

O que é liderança democrática e quais são as suas características?

Provavelmente, você já viu na internet uma discussão entre ser chefe e ser líder. O primeiro, é conceituado como uma pessoa que só exerce o papel de mandar. Já o segundo, alguém que trabalha ao lado da equipe. Esse último formato ainda traz consigo a liderança democrática.

Provavelmente, os colaboradores sempre se lembrarão dos líderes que estiveram ao lado deles, que pediram a opinião e que tomaram decisões em conjunto. Essa é uma das características da liderança democrática.

Por isso, ela é vista como um modelo de gestão ideal para as empresas. Uma pesquisa feita pela Woohoo inc. mostrou que mais de 40% dos trabalhadores se sentiam infelizes no trabalho devido a uma liderança ruim.

O mesmo estudo apontou que 37% dos colaboradores se sentiam desmotivados por não terem o seu desempenho reconhecido na empresa.

Então, vamos falar sobre o que é liderança democrática e as suas características? Continue a leitura deste artigo para entender o assunto por completo!

Quais são as características de um líder democrático?

Praticar a liderança democrática pode parecer fácil, mas não é tanto assim. É preciso ter ou desenvolver características fundamentais para exercer esse papel. Assim, a pessoa deve ser aberta ao diálogo, segura das decisões e saber envolver toda a equipe.

Dessa forma, os gestores que orientam, dão apoio e incentivam seus colaboradores têm o perfil ideal para exercer a liderança democrática. A seguir, detalhamos algumas características de um líder democrático!

Sabe ouvir atentamente

O principal conceito de democracia é dar voz a todos. Portanto, o líder democrático precisa ter essa característica de saber ouvir seus liderados. Mesmo que pareça fácil, essa não é uma habilidade tão simples de ser aplicada.

Para que ela funcione de forma adequada, é fundamental prestar atenção e saber interpretar o que dizem e como dizem.

Lidera sem sentimento de superioridade

Um líder democrático não deixa o cargo subir à cabeça. Mesmo que seja uma função superior, ele jamais deverá se comportar com atitudes arrogantes e de superioridade.

Afinal, o líder precisa se mostrar acessível a todos para poder ouvir e tomar as melhores decisões em conjunto. Além disso, é um profissional que participa de forma ativa no ambiente da empresa.

Dá feedbacks

Passar feedbacks é também uma característica da liderança democrática. O retorno construtivo e que contribui para o desenvolvimento do colaborador é fundamental.

Além disso, o líder também precisa saber receber feedbacks. Assim, ele entenderá o que pode melhorar para exercer um papel ainda mais assertivo.

Orienta seus liderados

O líder democrático tem o perfil de ser um gestor que trabalha em equipe, orientando todo o time. Nesse caso, ele deve ter uma característica de partilhar e apoiar o trabalho colaborativo.

Como vimos, a liderança democrática é uma forma de dar voz aos colaboradores e incluí-los nas tomadas de decisão. Ela também é uma forma de motivar e engajar toda a equipe, tornando-a mais produtiva.

Ser criativo também faz parte do perfil de um líder democrático. Então, que tal aproveitar para conhecer 3 livros que podem ajudar a desenvolver a criatividade no ambiente profissional?

 

Artigos que podem te interessar:

Artigos em Destaque