A vida a dois é repleta de altos e baixos, isso é muito normal. No entanto, quando há um incômodo latente relacionado à relação, é indicado procurar ajuda especializada. Do mesmo modo podemos citar os conflitos familiares - pais e filhos, principalmente, podem embarcar em um atendimento psicoterápico em conjunto para resolver questões que os afligem.

Para esses casos, a terapia familiar e de casal surge como a opção mais eficiente. Ainda cercada de preconceitos e receios quanto a sua eficácia, essa vertente terapêutica ganha notoriedade pouco a pouco.

Afinal, são muitos os relatos de sucesso. Alguns assumem que a terapia de casal salva o casamento, outros, ressaltam o benefício da terapia cognitiva comportamental no tratamento da dependência química, englobando usuários e familiares. Não faltam estudos para comprovar as vantagens desse ramo da psicoterapia.

Definitivamente é uma pauta que rende muitas e muitas horas de discussão. E justamente pensando em informar com profundidade tanto profissionais da área de psicologia quanto interessados no assunto, o Educamundo formulou o Curso Online Terapia Familiar e de Casal.

Mas antes de embarcar nessa capacitação, no entanto, sugerimos que você conheça um pouco mais sobre esse nicho, além de atividades empregadas nas sessões para culminar em resultados positivos para os participantes. Acompanhe!

Terapia familiar e de casal: quando fazer e quem pode participar?

Quando algo não vai bem dentro de casa é comum buscarmos recursos para entender e resolver a situação. Atualmente há ótimos livros de terapia familiar disponíveis nas livrarias, mas muitas vezes o conhecimento teórico não é suficiente.

Para tanto, é melhor que se procure o atendimento, de fato, de um psicólogo para casal. Ao buscar esse tipo de ajuda, famílias e casais deverão estar abertos a solucionar as questões que têm afetado o relacionamento, incluindo contar tudo o que é pertinente ao profissional à frente dos parentes e/ou do cônjuge.

Fora isso, é bacana dizer que não há um momento certo para procurar a terapia familiar e de casal. Em nosso post É verdade que a terapia de casal salva o casamento?, inclusive ressaltamos que o mais conveniente é que os envolvidos procurem ajuda assim que sentirem que não conseguirão resolver sozinhos. A dica é não deixar que os problemas transbordem, isto é, evitar chegar ao "fundo do poço".

Quaisquer famílias e casais podem procurar auxílio na terapia familiar. Hoje em dia há psicólogos preparados para atender casais heterossexuais, homoafetivos, idosos, pessoas em luto, casos de adoção, entre muitos outros. Outro de nossos artigos, Terapia familiar pode ajudar no tratamento para dependentes químicos?, trata sobre uma dessas problemáticas sérias que assolam o núcleo familiar.

Além de desvendar detalhes sobre esse tema em cursos online excelentes, é importante escolher uma vertente para seguir a carreira, e assim, ganhar mais visibilidade no mercado.

Traduzindo termos relacionados à terapia familiar e de casal:

  • Terapia conjugal - É uma outra nomenclatura que se dá para a terapia de casal, na qual o foco é restabelecer a conexão entre os parceiros e tratar as dificuldades que possam estar afetando a relação.

  • Terapia emocional - auxilia pessoas que estão sofrendo com alguma espécie de tumulto emocional. Pode ser uma crise pontual ou recorrente, podendo se transformar em depressão e demais transtornos mentais. O intuito dessa terapia é ajudar as pessoas a desenvolverem inteligência emocional, conseguindo lidar com situações adversas de maneira sóbria, sem afetar a saúde.

  • Terapia cognitiva comportamental - trata-se de uma abordagem mais objetiva e focada em um determinado problema citado pelo paciente. Também conhecida como TCC, essa vertente diz que nos afetamos com as questões insatisfatórias e negativas da vida de acordo com a nossa interpretação. Ou seja, há maneiras de trabalhar o entendimento de situações, como vícios, por exemplo, para melhorar o que se deseja.

Dinâmicas, exercícios e jogos para terapia de casal

A terapia familiar e conjugal não se baseia somente em discussões de relação mediadas por um profissional. Para que as sessões de tornem mais atrativas e rendam resultados melhores, deve-se existir um cronograma de atividades interativas elaboradas previamente e que se enquadrem com o perfil dos participantes.

Há uma série de dinâmicas e jogos para terapia de casal que complementam o atendimento psicoterápico e podem proporcionar momentos de reflexão e interação únicos entre os envolvidos.

Selecionamos algumas opções de exercícios e jogos que podem ser levados ao consultório:

1. Pontos positivos - em um relacionamento repleto de problemas, é normal se esquecer das qualidades uns dos outros. O pensamento negativo toma conta da situação e, muitas vezes, é o responsável por não deixar que a situação se resolva. Nessa atividade, portanto, o psicólogo deve sugerir que o casal faça uma lista com o que eles mais gostam um no outro, e depois trocar esses papeis. Isso ajuda a recompor a positividade na relação.

2. Troca de papéis - essa é uma das principais ações que conseguem reconectar as pessoas dentro de uma relação. Trata-se de se colocar no lugar do outro dentro de situações, como em discussões, por exemplo. Nessa dinâmica, deve-se escolher um tópico relacionado à queixa dos pacientes e cada integrante falará sob o ponto de vista do parceiro/familiar.

3. Discussão cronometrada - no clímax de um argumento, os parceiros tendem a interromper o outro, levantar a voz ou começar a gritar. Para evitar isso, usa-se um timer de cozinha ou um despertador para dar a cada parceiro montantes iguais tempo para falar. Ao longo de um período de três minutos, por exemplo, um dos membros pode falar e o outro não. Depois de três minutos, o outro membro pode falar. Deve-se continuar com este método até que termine o tema da discussão.

4. Som do silêncio - entre as sessões de terapia, os casais devem encontrar um momento para desfrutar em silêncio, a companhia do outro. Seja ouvir música seja sentar-se ao sol, o casal deve passar o tempo juntos sem falar, aproveitando o silêncio e a ausência de discussão

Atividades como essas possuem embasamento científico. Podemos citar uma pesquisa realizada pela Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, que consistiu em avaliar casais por meio de um exercício sobre os desentendimentos mais recorrentes da vida conjugal. Cada um escreveu em um papel sobre os níveis de paixão, intimidade, confiança e compromisso para com o parceiro. Foi constatado que a dinâmica ajudou a evitar uma queda na qualidade da maioria dos relacionamentos.

Há também outras medidas que podem sanar dúvidas a respeito da vida conjugal de forma descontraída e completa. O artigo Filmes e livros de terapia familiar e de casal que você deve conhecer aqui do Educamundo, mostra uma série de recursos que garantem conhecimentos agregadores de maneira didática.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Perguntas para terapia de casal

Outro modo de trazer mais descontração à terapia de casal, além de proporcionar momentos de muita sinceridade e cumplicidade, é a formulação de perguntas que devem ser feitas um para o outro.

Há uma série de questões que são verdadeiros exercícios para terapia de casal, sempre se adequando ao tipo de problemática levada ao consultório. Afinal, cada caso deve ser tratado de forma exclusiva. Confira algumas das principais perguntas que podem ser empregadas:

  1. Qual seu sentimento em relação a determinada situação / problema?

  2. Quais as principais mudanças que aconteceram na sua vida após o casamento?

  3. Você acha o parceiro deve mudar algum comportamento em relação a você?

  4. Você considera que podem ser feitas mudanças na vida conjugal para melhorar a convivência?

  5. Você tem sonhos para realizar junto a seu parceiro?

  6. Qual fato mais marcante da vida de casado?

  7. Você se considera uma pessoa ciumenta? Por quê?

Todas essas atividades são benéficas na busca pelo fortalecimento da relação e grandes aliadas da terapia de família e de casal. Ficou interessado em aprender mais sobre o tema? Leia também nosso artigo O que é e quando procurar uma terapia de casal?broken heart! Além disso, adquira outros conhecimentos de forma dinâmica e econômica inscrevendo-se no Educamundo.

Encontre aqui além de aulas completas sobre terapia familiar e conjugal, mais de 1.200 cursos online com certificado incríveis para favorecer seu aprendizado e potencializar seu currículo, porque não? Faça sua matrícula!

Esperamos que tenha gostado da abordagem desse artigo e que volte mais vezes para conferir outros conteúdos. Até mais!