Home / Blog / Dicas / Como escolher em qual área do Direito se especializar?
Áreas do Direito Dicas

Como escolher em qual área do Direito se especializar?

  • Por: Parceiros
  • 21/01/2021

Conforme o estudante começa a se familiarizar com o curso de Direito, ele precisa tomar uma decisão específica na sua vida: como escolher em qual área do Direito se especializar? Ainda que seja necessário saber um pouco sobre tudo para passar na OAB (é por isso que mais de 40% das pessoas não passam na prova), para ter sucesso profissional é necessário se especializar em uma área.

Isso acontece por duas razões. A primeira é que não dá para um único advogado ser especialista em tudo. O Direito é muito complexo e, portanto, é necessário se especializar em alguma área para garantir o máximo de eficiência em ação. Já a segunda razão é que a competição no mercado é acirrada. O Brasil tem 1 advogado a cada 190 habitantes, uma das maiores taxas do mundo. Portanto, é necessário se especializar para se destacar no mercado.

Quer saber como escolher em qual área do Direito se especializar? Então siga a leitura abaixo!

Como escolher em qual área do Direito se especializar?

Afinidade

Um dos principais fatores para saber como escolher uma área do Direito é ver a sua afinidade com ela. Afinal, não se engane: para ter sucesso nela, você precisará estudá-la dia e noite, conhecer os seus princípios básicos, entender o dia a dia da área… enfim, será preciso realmente estudá-la com frequência.

Portanto, deve ser um segmento do Direito do qual você tem intimidade. Não importa o quão “fora da curva” ele seja. Por exemplo, você adora futebol e esportes em geral? Então que tal se especializar em Direito Desportivo. Se você acha que essa área não tem futuro, veja mais sobre o segmento neste artigo.

O importante é que você goste o suficiente da área para poder estudá-la toda a sua carreira sem se cansar. É claro que, vez ou outra, você ficará cansado do segmento, mas isso é normal. O importante é que, no geral, seja algo que dê prazer a você.

Concorrência

O segundo ponto a analisar ao escolher uma área para trabalhar no Direito é tentar escolher um segmento com menor concorrência. Pense assim: a concorrência é uma coisa boa, mas em excesso pode ser complicada.

Portanto, veja um segmento que tenha tamanho o suficiente para atrair advogados (afinal, de nada adianta ter 0 concorrentes se também há 0 demanda), mas que não seja grande o suficiente para ficar lotado.

Esse cuidado garantirá que você terá um espaço para nadar no mercado desde o início da sua carreira, sem ser engolido pelos grandes tubarões da área.

E por falar nisso...

Plano de futuro

Em 2016, se especializar em Direito Trabalhista era um bom negócio, pois haviam muitos processos da área. Depois da Reforma Trabalhista, essa quantidade de processos reduziu muito.

Isso mostra o quão importante é ter um plano de futuro na sua carreira. É importante dar uma olhada nas expectativas para o seu segmento escolhido, veja se há riscos de problemas com ele e se outros especialistas o recomendam como uma boa opção.

Sem esse tipo de cuidado, você poderá acabar gastando preciosos anos da sua vida com o estudo em uma área que está fadada ao fracasso no futuro.

Pronto, agora você já sabe como escolher em qual área do Direito se especializar. Seguindo esses 3 pilares, você conseguirá montar uma carreira sólida com grandes chances de ter muito sucesso no futuro. É claro que não dá para prever o que acontecerá amanhã, mas dá para se planejar da melhor forma possível usando as informações que temos hoje, não é mesmo?

E aí, gostou do conteúdo? Então compartilhe as dicas com seus colegas de faculdade que têm o mesmo problema!

Artigos que podem te interessar:

Artigos em Destaque