Home / Blog / Educação / Os eixos estruturantes nos itinerários formativos: o que precisa saber
  • 02/09/2022

Os eixos estruturantes nos itinerários formativos: o que precisa saber


  • Autor: Equipe Educamundo
  • Compartilhe:
    facebook twitter linkedin
eixos estruturantes

A educação é um processo contínuo que se inicia na família e se estende ao longo da vida. A escola, como instituição formal de ensino, tem papel fundamental nesse processo, pois é o lugar onde as crianças e jovens aprendem a conviver em sociedade, a construir o seu conhecimento e a desenvolver as suas competências.

Nos últimos anos, tem-se assistido a uma mudança nos paradigmas educacionais, com o reconhecimento da importância da educação não apenas para o indivíduo, mas também para a sociedade. Nesse sentido, a escola tem um papel fundamental na formação de cidadãos críticos e conscientes das suas responsabilidades sociais.

Para atender às demandas da sociedade contemporânea, a escola precisa repensar os seus métodos de ensino e os seus itinerários formativos. Um dos principais desafios nesse processo é garantir que todos os alunos tenham acesso às mesmas oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento. Para isso, é preciso considerar as diferenças individuais e culturais de cada um e oferecer um ensino personalizado que atenda às suas necessidades.

Neste artigo, vamos abordar os principais conceitos relacionados à educação personalizada e às diferentes formas de organização do ensino. Além disso, daremos algumas dicas sobre como elaborar um bom itinerário formativo para os seus alunos.

O que são os itinerários formativos da BNCC para o ensino médio?

Os itinerários formativos são conjuntos de aprendizagens organizadas a partir de eixos estruturantes, que visam atender às diversas necessidades educacionais dos alunos. São planejados de forma a garantir o desenvolvimento integral dos alunos, considerando seus interesses, habilidades e competências.

Para falar sobre os itinerários formativos, precisamos também citar o Novo Ensino Médio, que traz algumas diretrizes novas, além de uma carga horária maior, já que vai oferecer também a formação técnica. 

Esses itinerários são unidades curriculares ofertadas pelas escolas e redes de ensino para o aprofundamento de conhecimentos e preparação para o futuro dos alunos.

Dessa forma, eles dão a possibilidade do estudante se aprofundar nos temas de sua preferência com objetivos pessoais ou de preparação para o mercado de trabalho.

Como estão organizados os itinerários formativos?

Agora que você já sabe o que são os itinerários formativos, é essencial que você entenda como eles estão organizados de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Afinal, os itinerários formativos podem estar organizados por área do conhecimento e formação técnica e profissional, ou mobilizar competências e habilidades de diferentes áreas ou da formação técnica e profissional no caso dos itinerários integrados.

Quais são as áreas de conhecimento dos Itinerários?

As áreas do conhecimento são:

  • Linguagens e suas Tecnologias;

  • Matemática e suas Tecnologias;

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;

  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. 

Os estudantes vão poder cursar um ou mais itinerários formativos, de forma concomitante ou sequencial. As redes terão autonomia para definir os itinerários oferecidos, considerando suas particularidades e os anseios de professores e estudantes. 

Além dos conteúdos mínimos trabalhados em cada uma dessas áreas, os itinerários formativos prevêem uma série de atividades complementares que visam estimular o desenvolvimento integral dos alunos e favorecer sua participação na vida social na construção da cidadania.

O que são eixos estruturantes e quais são eles?

Os itinerários formativos se organizam a partir de quatro eixos estruturantes. Eles conectam experiências educativas com a realidade contemporânea e auxiliam os alunos a desenvolverem habilidades relevantes para a formação integral.

Conheça a seguir cada um dos eixos estruturantes dos itinerários formativos do Ensino Médio:

1. Investigação científica

Esse eixo estruturante dá ênfase em ampliar a capacidade de investigação e compreensão do estudante, ao aplicar o conhecimento sistematizado através de práticas e produções científicas. Com isso, busca trazer a pesquisa científica para o cotidiano do aluno e todos os conceitos que estão envolvidos na condução dela, iniciando pela formulação de uma hipótese para que, depois, seja feito um levantamento, testes e a interpretação dos resultados com a finalidade de solucionar diversos tipos de problemas.

É papel da escola oferecer as orientações necessárias para a condução da pesquisa e ensinar os alunos sobre como identificar fontes confiáveis para ter acesso a informação e o uso ético desses dados.

2. Processos criativos

Nesse eixo estruturante, os alunos são envolvidos na elaboração de projetos com foco na criatividade, que incluem a utilização de diferentes manifestações linguísticas, culturais e científicas.

O processo começa com a definição de um problema ou tema a ser abordado. Em seguida, é planejada uma resposta a ele, que pode ser um produto, uma intervenção artística, uma peça de comunicação, entre outras possibilidades.

3. Mediação e intervenção cultural

Nesse contexto, a ideia é oferecer aos alunos as ferramentas necessárias para promoverem transformações positivas na comunidade a partir do contato com projetos de mobilização e intervenções culturais e ambientais.

Isso deve funcionar a partir da constatação de um problema da comunidade a ser resolvido. Em seguida, é realizado um planejamento de um projeto social ou cultural que seja capaz de responder a essas necessidades, além de responder a eventuais conflitos que possam surgir.

4. Empreendedorismo

Esse eixo prevê estimular os alunos a criarem projetos pessoais a partir da identificação de desafios a serem vencidos, o planejamento de testes e o aprimoramento da ideia inicial.

O aluno passa a identificar aspirações pessoais que gostaria de transformar em um empreendimento, além de enfrentar desafios em relação às próprias capacidades e à receptividade do mundo externo.

Sabendo as características de cada um dos eixos estruturantes dos itinerários formativos do Ensino Médio, fica mais simples de entender as mudanças propostas pelo novo Ensino Médio. Agora é o momento de voltar a sua atenção para o seu planejamento pedagógico e fazer as adaptações necessárias.

Para concluir, queremos reforçar que com a chegada do Novo Ensino Médio, você tem que se preparar como nunca. Afinal, o ensino médio agora passa a ter um papel ainda mais importante na vida dos estudantes, o de prepará-los para o mercado de trabalho, por meio da formação técnica. 

E o Educamundo, é claro, está acompanhando de perto as mudanças e quer te ajudar nessa jornada. Por isso, criamos o Curso Online A BNCC e o Ensino Médio, que vai te preparar muito bem para esse novo desafio. 

Matricule-se agora!

SIM! EU QUERO O CURSO

Pesquisar