Talvez você ainda não conheça o termo agrihood, mas pode conhecer o conceito por trás da prática. Esse movimento está relacionado diretamente ao desenvolvimento sustentável, como também à qualidade de vida.

Trata-se de uma espécie de fazenda urbana, em que pessoas vivem em uma comunidade organizada e praticam a agricultura, como forma de prover seus próprios alimentos.

A palavra deriva do inglês: agriculture (agricultura) + neighborhood (vizinhança). Ou seja, vizinhos praticando a agricultura.

No Brasil já existem alguns projetos do gênero, assim como outras soluções para quem tem interesse em produzir seus próprios alimentos — ou pelo menos parte dele.

Vamos lhe contar mais neste artigo e você também pode aprofundar mais seus conhecimentos por meio do Curso Online Desenvolvimento Sustentável do Educamundo, um curso completo sobre tudo que permeia o tema, de impactos ambientais à práticas de sustentabilidade.

Em tempos que as discussões sobre meio ambiente e ações sustentáveis são essenciais, independentemente da área em que se atua, cursos online são ótimas opções para se qualificar e ficar por dentro de novidades e tendências, como o conceito de agrihood, por exemplo.

Agrihood ou fazenda urbana: o movimento no Brasil

No Brasil temos como exemplo de experiência em agrihood o Vilaverde Turmalina, uma área com 93 hectares localizada a 40km de Recife.

É um condomínio de apartamentos e casas cercados por espaços de convivência, escola, e é claro, os espaços de agricultura.

A experiência também está presente no sul do Brasil, em Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul. O condomínio Blumen Haus é o primeiro agrihood do estado.

Mas, nem todo mundo consegue ir morar em um lugar assim, não é mesmo? Por isso, precisamos falar em outras opções para quem simpatiza com a ideia de plantar e colher seu próprio alimento.

Veja a seguir duas opções que ajuda a promover sustentabilidade e qualidade de vida, além de promover o bem-estar.

Hortas urbanas para quem tem espaço em casa

Hortas urbanas são a solução para pessoas que acham agradável a ideia de comer produtos frescos, produzidos por elas mesmas. Quem tem um quintal pode usar um espaço para começar uma horta. Além de ser sustentável e saudável, ainda pode ser uma terapia no combate ao estresse diário.

Hortas verticais para quem mora em espaços pequenos

Quem mora em pequenos espaços — casas sem quintal ou apartamento — também pode ter o seu espaço de agricultura. As hortas verticais existem exatamente para isso. Muros, paredes e até sacadas são suporte para recipientes e vasos de hortaliças e temperos.

Os certificados do Educamundo podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Como fazer uma horta em casa

Veja alguns passos essenciais para fazer uma horta em casa:

  • escolher o local onde será a horta:

    • verificar a localização do sol e a necessidade específica de luz que cada planta tem;

  • saber onde cultivar:

    • utilizar sementeiras: cultivo de mudas antes de transportá-las para o solo;

    • escolher vasos ou jardineiras para o cultivo dentro de casa;

    • organizar os canteiros verificando se há sustentação e utilizar suportes para combater a erosão;

  • preparar o solo:

    • fazer a adubação no pré-plantio;

    • utilizar adubo orgânico: casca de ovos, borra de café e outros;

  • cuidar e tratar:

    • aprender os cuidados que cada planta necessita;

    • retirar as ervas daninhas;

  • fazer o controle de pragas e doenças.

Você pode aprender muito mais sobre o cultivo de produtos orgânicos com nossos cursos online com certificado que tratam de temas como sustentabilidade, agroecologia e desenvolvimento sustentável. 

E então, já conhecia o movimento agrihood? Gostou de nossas dicas? Deixe o seu comentário sobre os temas tratados aqui e compartilhe nosso post com seus contatos. Nos vemos no próximo post!