Você no Centro De Sua Vida - Blog do Educamundo

 BLOG

Cursos online e o mundo

Você em constante revolução

 Cibele Andrade  20/01/2016

Você no Centro De Sua Vida

Hoje traremos um trecho do livro O Sol da Sua Vida, da escritora Cibele Andrade. Uma leitura fácil e super agradável. Descubra, junto a autora, como colocar-se como o “centro de sua vida”. Boa leitura!

Você no Centro De Sua Vida
O mundo NÃO É pequeno, SEU mundo NÃO É limitado!

Se você se permite ser feliz e de estar bem nas pequenas coisas, você estará se preparando para receber coisas maiores.

Só para começar, gostaria de contar uma coisinha MUITO importante: o mundo NÃO É pequeno; SEU mundo NÃO É limitado! Ao longo da história, foi descoberto que o homem não era o centro do mundo e, desde então, nos sentimos perdidos sem saber o que fazer, quem somos, e qual é nosso lugar neste planeta. O problema é que se esqueceram de dizer-nos que somos o CENTRO da NOSSA vida! Isso mesmo! O centro da nossa vida, do nosso mundo! Quando admitimos isso, temos a oportunidade de enxergar em todas as direções, afinal, estamos no centro. Você sabe que direções são estas? Possibilidades!

Outra coisa que pode nos deixar, às vezes, um pouco fracos e perdidos é a ideia de que estamos sozinhos. É outro erro, NÃO estamos! Quero deixar muito claro que não estou aqui para ficar lhe convencendo que Deus existe e nem ficar repetindo trechos com número de versículos e tal (apesar de achar muito legal quando as pessoas sabem citar em qual trecho que está escrito alguma palavra), definitivamente não é esta a minha intenção, mas acreditar que Ele existe, que Ele nos ampara e que não estamos sozinhos, isso eu gostaria de mencionar! Gente, nada melhor do que ter alguma crença em algo que nos fortaleça e nos faça sentir especial! Convenhamos, a vida fica muuuito mais fácil.

Esse negócio de ter vida difícil e conseguir as coisas com muito sacrifício para ter valor, me desculpe, mas não posso concordar. O que é que é isso? Vamos pensar nas coisas simples: alguma vez você já esteve em algum lugar e sem ter de fazer nada, se sentiu bem? Coisas simples, como ouvir o som da água caindo ou rolando nas ondas do mar, de ter visto uma lua brilhando que se sentiu convidado a parar por alguns instantes para se sentir iluminado com seu brilho, algo como receber um sorriso de uma criança, só por você ter olhado para ela? Pois é, que sacrifício você teve de fazer para isso? Eu acredito que tenha sido somente parar para permitir ouvir, sentir e ver, ou seja, permitir que os sentidos façam suas funções. Isso não é árduo, muito pelo contrário, é prazeroso!

Amigo leitor, sim, chamo-lhe de amigo, porque a gente somente compartilha algo quando permitimos que o outro entre no espaço de nossa vida, e, neste momento, é isso que estamos fazendo, você está permitindo que eu entre no seu espaço para expor o que penso e acredito. Muuuito obrigada por isso! Por falar em acreditar, eu, definitivamente, acredito que você conquistará o que desejar, afinal, você está buscando auxílio, respostas ou até mesmo algo que lhe faça refletir para encontrar suas próprias respostas. Caso contrário, você não estaria lendo este livro. Hummm... Eu lhe peguei A partir de agora, proponha-se a fazer diferente! Conheça seus desejos, aceite, acredite, faça! Sei que não é fácil, mas também sei que é possível!

Eu aprendi uma coisa com meu marido: nós podemos qualquer coisa, desde que estejamos dispostos a pagar o preço. Áaaaiii, eu odiava quando ele complementava esta frase dizendo: “você só precisa tentar e, se não conseguir, morra tentando, mas jamais deixe de tentar“. Eu odiava essa segunda parte, afinal, se eu não conseguisse, eu teria de tentar o resto da minha vida! Uau, isso me cansava só de pensar, mas como ele não parava de falar, na minha cabeça, eu resolvi começar a tentar para lhe mostrar que eu estava tentando e que realmente não era possível, mas ao longo das tentativas, fui percebendo que, ao tentar, muitas vezes, eu conseguia e, quando não, aprendia muito, me fortalecia para tentar novamente e, aos poucos, estava conseguindo vencer obstáculos que, inicialmente, eu imaginava serem impossíveis! Isso foi realmente uma descoberta fantástica! Detalhe: não sei fazer as coisas mal feitas, então, quando eu tentava fazer algo, eu o fazia da melhor maneira possível, pois estava utilizando meu tempo, portanto, não poderia jogar meu tempo fora, afinal, tempo significa vida, e vida é, definitivamente, uma coisa que não se joga fora!

É uma pena, mas, durante muito tempo me disseram, na escola, que eu não sabia que eu não era uma boa aluna, que eu era muitas coisas, que eu não era muitas coisas e por aí vai... Pessoas que me amam disseram que eu não deveria isso, não deveria aquilo, que, se eu fizesse isso ou aquilo, as pessoas não iriam gostar de mim, e, pelo medo de perder o amor do outro eu fui acreditando... Com isso, fui também me limitando. Eles não fizeram por mal, absolutamente! E, agradeço muito por terem me direcionado, afinal, muitas coisas eu não deveria fazer mesmo, muita coisa eu não era de fato e muitas coisas eu não sabia com certeza, mas, com isso, também fui me esquecendo de quem eu realmente era, do que eu realmente poderia, e comecei a colocar em dúvida o que eu realmente sabia, afinal, quando acreditamos em nossos sonhos, podemos, muitas vezes, agredir outras pessoas, pois somos moldados para sermos e fazermos o que os outros querem que sejamos, façamos e saibamos.

Desculpe, mas meu sonho, não é igual ao sonho de outra pessoa, afinal, eu estou no centro da minha vida e somente eu posso realmente enxergar e saber quem sou e o que eu posso! Isso você deve enxergar também. Ok, estou sendo incisiva, dizendo que você deve fazer isso ou aquilo mas, na verdade, você fará o que você escolher e não o que estou dizendo. Lembre-se que é você que está no centro e é você quem decide! Ok, mas reflita, caso você venha tendo resultados insatisfatórios sobre seus desejos e não fizer ou não acreditar em nada diferente do que está fazendo ou acreditando agora, seus resultados não mudarão. Vamos refletir um pouco mais: vale ou não a pena assumir o centro de sua vida e observar se está aproveitando as oportunidades que estão ao seu redor?

Sempre critiquei meu marido quando ele ficava falando que eu tinha que fazer isso ou aquilo, isso me irritava, pois soava como uma ordem... Com o tempo, fui percebendo que não era uma ordem, era somente a forma de ele me dizer que eu tinha outra possibilidade e não somente aquela que eu percebia, e é exatamente isso que eu gostaria que você percebesse. Existem possibilidades! Falando em possibilidades, vamos voltar a falar sobre conquistar as coisas sem sofrimento. Você já conseguiu se lembrar de algum momento que tenha sentido algo prazeroso sem fazer sacrifício? Se não, feche os olhos, relaxe e pense...

Encontrou? Está bem, não quero fazer pressão, na verdade só queria que você refletisse sobre o que lhe faz se sentir bem, ou seja, lhe proporciona bem-estar. Conheça um pouco de você, saiba o que lhe faz feliz. Quando digo felicidade, não é uma felicidade eterna ou estonteante, é apenas um sentimento de prazer independente do tempo e da intensidade.

Bem, como estamos falando de coisas pessoais, vou lhe contar algo que me dá uma sensação muito prazerosa e, assim, você tem a oportunidade de me conhecer um pouco melhor: quando eu termino de tomar meu banho, geralmente, pego uma ponta da toalha pela mão, passo o restante da toalha pelas costas e pego a outra ponta como se a toalha estivesse me abraçando por trás, e fico laaa... por alguuuns instantes... somente curtiiindo aquele momento... olhando para o naaada... às vezes pensando coisas boooobas e outras vezes não pensando em nada... fico lá... comigo... é um tempo para mim, eu me dou esse direito! Parece uma bobagem não é mesmo? Mas, isso me faz relaxar e me traz uma sensação deliciosa... É isso aí, cada um tem seu momento especial e isso deve ser valorizado e cultivado.

Acredito que isso seja de extrema importância, afinal, se você se permite ser feliz e estiver bem nas pequenas coisas, você estará se preparando para receber coisas maiores, de poder realizar seus desejos. Permita-se ser feliz, comemore suas conquistas, mostre para o universo que você gostou de realizar algo, contagie outras pessoas com a sua felicidade! Não se preocupe com o que o outro está ou poderá pensar, simplesmente, comemore sua felicidade! Se a outra pessoa for agressiva ou demonstrar insatisfação por você estar feliz, compre este livro e o dê de presente para ela! Coitada, ela certamente está muito necessitada! Entretanto, se outras pessoas compartilharem de sua felicidade, também dê de presente este livro para ela, afinal, ela demostrou ser uma pessoa especial e merece conhecê-lo! 

Quer ler o livro na íntegra? Clique aqui e saiba como adquirí-lo.

Colunista

Cibele Andrade

 

Ao apresentar Cibele Andrade poderíamos ressaltar seu cargo de CFO em empresa no segmento de Educação e inovacão tecnológica, sua especialidade em gestão empresarial e graduação em Psicologia. Seria possível enfatizar sua brilhante atuação no processo de coaching pessoal e empresarial. No entanto, a autora não acredita que estes quesitos sejam os mais importantes. Segundo ela, estes são detalhes que fazem parte de sua vida, mas não os que a define. Cibele é uma pessoa apaixonada pela vida e pelo potencial humano. É alguém que acredita que se cada um de nós permitir aflorar sua verdadeira capacidade estará sendo a energia propulsora para a multiplicação da paz, harmonia, felicidade, saúde e inevitavelmente, a possibilidade real de mundo melhor para todos.

 Aguarde...

© www.educamundo.com.br - Todos os direitos reservados

PROMOÇÃO TERMINA EM . INSCREVA-SE AGORA MESMO E GANHE 100 PONTOS. INSCREVA-SE

C
o
m
p
a
r
t
i
l
h
a
r